sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Pedofilia – 
PASTORES EVANGÉLICOS CHEIOS DE ESPÍRITO DE SAFADEZA

Jesus disse que “pelos seus frutos reconhecereis estes homens” Mateus 7:20


Diácono da Igreja Maranata é preso acusado de estupro na Serra

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Divulgação/PCUm diácono da Igreja Maranata foi detido, na manhã desta terça-feira (04), acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos. Luiz Antônio Schelemberg, 42 anos, foi preso em flagrante, no bairro São Domingos, conhecido “Macafé”, na Serra. De acordo com a Polícia Civil, o acusado estava em uma residência, onde mantinha a vítima.
Ainda segunda polícia, Luiz Antônio teria conhecido a vítima na igreja, já que a menina é da mesma religião. Os policias chegaram até à residência do acusado por meio de denúncias anônimas.
“Recebemos denúncias que uma menina residia sozinha em uma casa no bairro São Domingos, e que todos os dias recebia visita de um homem, com idade para ser seu pai. Ele ficava por lá um bom tempo, e depois saia. Nossos policias foram até o local, e prenderam o acusado em flagrante, no momento da prisão ele estava portando preservativos e duas marmitas”, relatou o delegado Danilo Bahiense, Superintendente de Tecnologia da Informação e Comunicação.
De acordo com o delegado, a primeira relação sexual do acusado com a vítima foi em setembro de 2013, na empresa de Schelemberg, quando a menina ainda tinha 13 anos. Desde então, eles mantinham um relacionamento. O acusado é casado e possui quatro filhos.
=================================

Pastor condenado a 78 anos de prisão por pedofilia


22 de janeiro de 2014

O pastor Reginaldo Sena dos Santos, de 59 anos, acusado de ter abusado sexualmente de 14 meninas com idade entre 8 e 15 anos, foi condenado pelo Juiz da 1ª Vara Criminal de Volta Redonda, a 78 anos de prisão por pedofilia. A missionária Maria de Fátima Costa da Silva, de 58 anos, que segundo a polícia mantinha um relacionamento amoroso com Reginaldo, conhecido como “Ungido”, foi sentenciada a 16 anos. Ela é acusada de preparar as vítimas para os atos sexuais do pastor. Em ambos os casos o juiz determinou que os condenados, que estão presos desde a época do crime, cumpram a pena em regime inicialmente fechado.
 

Itapetinga: Pastor da Igreja Batista é preso após estuprar adolescente



Um pastor da Igreja Batista do Brasil foi preso na manhã desta segunda-feira (19), em Itapetinga, no sul baiano, acusado de estuprar uma adolescente de 16 anos. Ivan Souza Silva, de 50 anos, é responsável por congregações evangélicas nos municípios de Itororó, Itati, Dias D’Ávila e membro do Conselho Diretor Estadual da entidade religiosa. De acordo com o delegado Jorge Luiz, a polícia chegou ao acusado após denúncia da mãe da vítima. Ele foi encontrado em um ônibus a caminho do município vizinho de Itororó. “A princípio, ele se apresentou com um nome falso, mas depois que solicitamos os documentos aos passageiros do ônibus, ele foi identificado e preso em flagrante por estupro de vulnerável e cárcere privado”, explicou o delegado, em entrevista ao Correio. Ainda segundo reportagem, o pastor é casado, tem filhos e reside em Itororó, mas mantinha um apartamento para a amante, Débora Sampaio Bispo, em Itapetinga. Ela é vizinha da adolescente e teria sido a responsável por atraí-la ao seu apartamento, onde o pastor estuprou a jovem, segundo a polícia.
Fonte: bahianoticias

Pastor evangélico preso em flagrante por estuprar enteada de apenas 7 anos de idade

 8 de janeiro de 2014

Pastor evangélico preso em flagrante por estuprar enteada de apenas 7 anos de idade
Na tarde dessa terça-feira (07), um pastor evangélico identificado como Salvador Moreira do Amaral, de 49 anos, foi preso em flagrante por estuprar a enteada de apenas 7 anos de idade. A prisão do religioso aconteceu no bairro Chapéu do Sol, em São João da Barra (RJ), após ele ser denunciado pela própria esposa.
De acordo com a polícia, a mãe da criança, D.A.B., de 28 anos, denunciou o crime após flagrar o pastor acariciando as partes íntimas da menina debaixo de um lençol. O pastor, conhecido na região como Tuca, foi detido por policiais da 145ª DP (São João da Barra).
De acordo com o Terra, a criança relatou em depoimento que o padrasto colocava filmes pornográficos para que ela assistisse. A mãe da menina afirmou que já suspeitava das atitudes do marido e que a filha já teria contado que ele acariciou suas íntimas em outra ocasião.
– D.A.B., que já suspeitava da atitude do companheiro, chamou sua filha para conversar e ela contou a mãe que seu padrasto havia alisado suas partes intimas por debaixo do lençol. Na delegacia, a menor contou ainda que o autor colocava vídeos pornográficos para ela assistir – informou a Polícia Civil, em nota sobre o caso.
O crime acontecia na residência da família, onde vários materiais pornográficos foram encontrados pela polícia.
Por Dan Martins, para o Gospel+
=======================================================

Mais um caso de pedofilia neste ano de 2014 . Pastor Evangélicos acusado de molestar sexualmente criança por diversas vezes no Paraná.
07 de Março de 2014
Antônio Pedroso, 55 anos, é acusado de abusar de uma criança, de 6 anos, dentro de uma igreja evangélica, na Vila Liberdade, em Colombo. Ele foi preso e encaminhado à delegacia do Alto Maracanã.
Segundo informações do Terra, o pastor estava participando de uma faxina na igreja Cristã Pentecostal dos últimos Dias, no bairro da Vila Liberdade, quando teria desaparecido com a menina. Ao procurar pela menina, sua irmã, uma adolescente de 12 anos, afirmou ter presenciado o abuso. Ela afirmou ainda que, diante do flagrante, o pastor fugiu.
A denúncia do crime foi apresentada então à polícia, e a menina foi conduzida ao Instituto Médico-Legal (IML) para fazer um exame de corpo de delito, que confirmou o abuso sexual.
De acordo com informações da Polícia Civil, o pastor foi preso em seguida e autuado em flagrante por estupro de vulnerável. Durante o depoimento, o pastor negou o crime disse que a menina fazia estava apenas fazendo algumas brincadeiras, como sentar em seu colo.
=======================================================
Notícia no G1

Pastor é preso por suspeita de estuprar crianças em Biritiba Mirim

Mães denunciaram à polícia casos com vítimas entre 9 e 4 anos.
Polícia Civil espera localizar outras vítimas do homem.

Gladys PeixotoDo G1 Mogi das Cruzes e Suzano  DEZEMBRO DE 2013
A polícia de Biritiba Mirim (SP) espera o contato de pais de possíveis vítimas de um pastor suspeito de pedofilia que foi preso na cidade. Até segunda-feira (2), a Polícia Civil já tinha aberto dois inquéritos para investigar o estupro de quatro crianças entre 9 e 4 anos.
O suspeito, de 57 anos, é pastor de uma igreja evangélica na região central da cidade. A investigação dos casos começou depois que uma criança viu o suspeito molestando uma das vítimas. “Ela contou o fato para mãe, que é amiga da mãe das crianças. Neste caso são dois irmãos, uma de menina de 4 anos e um menino de 6 anos. Quando a mãe questionou o filho, ele confirmou o abuso”, contou o delegado Marcos de Almeida Tourinho, que responde temporariamente pelo Distrito Policial de Biritiba Mirim. FONTE CLIQUE PARA VER TODA A HISTÓRIA:GLOBO.COM
=======================================================================

Preso o Pastor que pregava em presídios Pastor Marcos Pereira

O pastor, mais magro e abatido, durante uma uma audiência em junho deste ano
Preso desde o dia 8 de maio, em Bangu 2, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, o pastor Marcos Pereira foi condenado a 15 anos de prisão no processo movido por seis fiéis que o acusam de estupro. A condenação partiu da 2ª Vara Criminal da Comarca de São João de Meriti, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.
Os crimes
Uma das vítimas contou que foi estuprada dos 14 aos 22 anos, e outras três disseram que também foram atacadas quando ainda eram menores de idade. As orgias aconteciam, segundo Márcio Mendonça, tanto na igreja quanto no apartamento do pastor, na Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio. Segundo os autos, o crime aconteceu no final de 2006. O imóvel custa R$ 8 milhões. Além de ser acusado por abuso sexual, o líder da igreja Assembleia de Deus dos Últimos dias, também é citado em um suposto envolvimento com tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.
Na época em que o pastor Marcos foi preso, o delegado Márcio Mendonça, titular da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) descreveu a dinâmica dos estupros: o pastor permanecia no gabinete dele e ligava para as vítimas, pedindo que elas tivessem um momento a sós com ele. Após fechar as portas, o pastor tentava convencer as vítimas a fazer sexo com ele. Quando elas reagiam, ele usava a força. Uma das seis vítimas afirmou que foi estuprada após o pastor ligar pedindo que ela levasse um café em sua sala. As vítimas eram fiéis da igreja, que iam até a Assembleia de Deus dos Últimos Dias, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, fazer um trabalho voluntário.
No dia 22 de maio, o EXTRA publicou escutas “picantes” do pastor com suas fiéis. Em uma das quatro conversas a que o EXTRA teve acesso com exclusividade, o pastor, antes de se despedir de uma fiel que falava com ele do seu celular de seu carro, avisa: “Tô com saudade do seu rabo”. Marcos foi preso no último dia 8 acusado de dois estupros de fiéis. A polícia ainda investiga se o pastor estuprou outras 20 mulheres que moravam na igreja.  FONTE: http://extra.globo.com/casos-de-policia/pastor-marcos-pereira-condenado-por-estupro-9934380.html#ixzz2ehuP3wYB
Pastor evangélico é preso acusado de estuprar fiel de 12 anos (Set. de 2013)
O pastor, na delegacia
Policiais da 34ª DP (Bangu) prenderam, nesta quarta-feira, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, um pastor evangélico. Segundo as investigações, Reinaldo Correia Caetano, de 52 anos, é acusado de ter estuprado uma menor de 12 anos, fiel da igreja onde o religioso atuava, na Favela da Carobinha, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Contra o pastor foi cumprido mandado de prisão preventiva.
A investigação começou em julho deste ano, depois que parentes flagraram a menina em conversas eróticas com o acusado no Facebook. A família descobriu, na ocasião, que Reinaldo chegou a dar um celular para a menina. Depois de ser confrontada pelos parentes, a menor acabou revelando que vinha mantendo relações sexuais com o pastor havia um mês. leia mais aqui

domingo, 2 de junho de 2013


Mais um pastor evangélico é preso sob acusação de estupro

Um pastor evangélico foi preso na tarde desta sexta-feira em Fortaleza por força de um mandado expedido pela justiça de Brejo Santo em cuja comarca é acusado de estupro. O mandado foi expedido pelo juiz titular da 2ª Vara daquela comarca, Luiz Sávio de Azevedo Bringel e o cumprimento do mesmo se deu na Rua Nova Jerusalém (Bairro Jardim Castelão) em nossa capital por policiais da companhia de Brejo Santo.
O pastor João Clóves de Oliveira, de 48 anos, é nativo de Brejo Santo e reside no endereço onde foi preso em Fortaleza. O mesmo é acusado da prática de um estupro e estava sendo procurado, pois o mandado é de agosto de 2008. O Pastor Clóves, como é chamado, residia na Rua Casa Pereira 100 em Brejo Santo na época do crime. Ele tinha sido intimado para uma audiência de instrução e não compareceu e nem mandou seu defensor.
Por isso, a justiça decidiu mandar prendê-lo há cinco anos e só agora o mesmo foi localizado. O mandado determina o recolhimento à cadeia pública de Brejo Santo para responder pelo crime cometido. A prisão foi feita pelo Serviço de Inteligência da 3ª Companhia que ali esteve representado pelo Sargento Dimas o qual teve o apoio de militares de Fortaleza os quais conduziram o acusado até a 30ª Delegacia de Polícia do Conjunto São Cristóvão.

Pastor de Canoas Rio Grande do Sul é preso!

Pastor evangélico com histórico de estupro é preso por suspeita de tráfico de drogas em SP

Com ele, foram encontrados 20 papelotes de cocaína, 18 porções de crack e dois tabletes de maconha.

O pastor evangélico, Edilson Fernando Flávio, de 43 anos, foi preso em flagrante, em Franca, no norte do estado de São Paulo (SP). Ele é suspeito de praticar tráfico de drogas na região, segundo informações da Polícia Civil local.

pastor evangélico, Edilson Fernando Flávio
  • (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
    O pastor evangélico, Edilson Fernando Flávio, foi preso em flagrante: com ele foram encontrados papelotes de cocaína, porções de crack, tabletes de maconha e uma nota falsa de R$ 100.
Com o suspeito, os policiais encontraram 20 papelotes de cocaína, 18 porções de crack e ainda dois tabletes de maconha, que estavam escondidos dentro de um recipiente com arroz e na bolsa de uma diarista de 17 anos que teria ganhado a droga como “presente”.
Também foram apreendidos mais de R$ 1 mil, uma nota falsa de R$ 100 e uma moto supostamente usada pelo homem para levar drogas a usuários.
A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), comandados pelo delegado Djalma Donizete Batista, na segunda-feira (24). Edilson Fernando Flávio foi investigado por 15 dias por essa delegacia antes de ser preso.
O religioso é proprietário de um pequeno supermercado no Jardim Luiza, onde foi preso, e reside na Vila São Sebastião. Ele atua em uma igreja em Restinga, município do interior de São Paulo (SP) próximo a Franca.
Com várias passagens e condenações por receptação, estelionato e tráfico, o acusado deixou a cadeia em 2004. No ano seguinte foi consagrado pastor. No dia 13 de setembro de 2011, ele teve seu supermercado incendiado por um grupo de cerca de 30 pessoas, após ser acusado de estuprar uma jovem de 14 anos.


Pastor da Assembléia de Deus é condenado por abuso sexual de menina de 10 anos em Portugal

Postado em 20/06/2013

adportugal

Um pastor, de 34 anos, foi condenado pela justiça portuguesa de ter abusado sexualmente de uma menor de 10 anos nesta semana. A menina vítima era sua enteada. Ele atua numa congregação da Assembleia de Deus em Sacavém, que pertence a Loures, localizada a poucos quilômetros a nordeste da capital de Portugal, Lisboa.

O religioso foi acusado pelo Ministério Público (MP) local por crimes distintos envolvendo menores que tinham 10 e 15 anos na época das infrações. No entanto, o coletivo de juízes da 4.ª vara criminal, responsável pelo julgamento, entendeu que o único caso efetivamente provado foi esse da enteada.
Como não tinha antecedentes criminais, o tribunal decidiu pela suspensão da pena de prisão. Essa foi fixada em dois anos.
Segundo informações da agência Lusa, o MP tinha pedido que ele também fosse penalizado com a expulsão do território nacional, já que o pastor se encontrava ilegalmente em Portugal. Esse requerimento também foi negado pelo coletivo.
Os crimes que foram analisados aconteceram entre 2008 e 2009 com a enteada do homem, de 10 anos, e a prima dela, de 15. O acusado viveu em Loures com a mãe da menina mais nova. Eles tiveram uma filha, mas a mulher se separou dele quando soube dos abusos. Alguns atos sexuais teriam acontecido também na capital Lisboa.
O caso foi julgado sigilosamente. Jornais locais afirmaram que inicialmente as autoridades disseram que o pastor pertencia a uma congregação da igreja Batista. No entanto, depois ficou esclarecido que ele atua é na Assembleia de Deus e continua em liberdade.

Pastor e ex-conselheiro tutelar acusado de estuprar enteada é preso em Lucas

Categoria: Polícia

24 junho 2013

Pastor é preso acusado de estuprar enteada; mãe diz para filha negar

 
JOÃO RIBEIRO, da Redação
Adolescente confirmou os abusos e teve que ser encaminhada para abrigo no município
O pastor da igreja Assembleia de Deus, de Lucas do Rio Verde (360 km de Cuiabá), acusado de estuprar sua enteada, de 13 anos. Segundo o delegado da Delegacia Municipal da cidade, Marcelo Martins, após uma denúncia anônima, a equipe de conselheiros tutelares foi até a residência da menina entrevista-la com o intuito de checar as informações. No depoimento, a criança confirmou que os abusos eram constantes há três anos. A Polícia não revelou o nome do pastor.
“Ela deu riqueza de detalhes dos fatos, por isso, vimos que o fato era real e pedimos a prisão preventiva do homem até que fossem concluídas as investigações”, disse.
Para a Polícia ter certeza do estupro, a criança teve que fazer um exame ginecológico que confirmou que ela já tinha sido deflorada. Mesmo diante dos fatos, o pastor negou os abusos.
Após a prisão do homem, a mãe da adolescente ligou no abrigo, onde a garota estava, tentando fazer com que sua filha negasse os abusos. Os conselheiros informaram ao delegado sobre a intimidação. O policial intimou a mulher a depor. Porém, ela não compareceu e deve ser conduzida nesta terça coercitivamente e pode ser presa.
“Mesmo com a intimação ela não veio, solicitamos novamente outra convocação. Caso ela não venha, vamos pedir a prisão dela também”, explicou Marcelo.
Se comprovado o abuso, o pastor será autuado pelo crime de estupro de vulnerável e poderá pegar de 8 a 15 anos de prisão em regime fechado.

 

Pastor e preso por estuprar menina de 2 anos em SAD

Estupro em Retiro Evangélico

Estuprador tem AIDS (lamento mas o vídeo foi removido, contudo, o caso é fiável)

Pastor da Igreja Baptista julgado por abuso sexual

Começa esta quarta-feira o julgamento de um pastor da Igreja Baptista, acusado de abusar da enteada e de uma prima da adolescente, ambas menores
Um pastor da igreja Baptista começa a ser julgado no Campus da Justiça de Lisboa esta quarta-feira por, alegadamente, ter abusado sexualmente de duas menores que, à data dos fatos, tinham 10 e 15 anos.
O arguido, brasileiro de 34 anos, é suspeito de ter cometido crimes de cariz sexual com as vítimas, uma sua enteada e uma prima desta, entre 2008 e 2009, refere a agência Lusa, que teve acesso ao despacho de acusação.
De acordo com o Ministério Público (MP), os alegados atos sexuais foram praticados em duas habitações (uma em Lisboa e outra em Loures) que o arguido começou por frequentar e mais tarde habitou, maritalmente, com a mãe da criança mais nova.
Num dos episódios descritos na acusação, o homem aproveitou o facto de a companheira e mãe da vítima ter ido trabalhar, para “levar a menor para a cama”.
O MP sublinha que o indivíduo “ameaçou” por diversas vezes as vítimas, dizendo que caso contassem alguma coisa “seria pior”.
O casal teve uma filha em comum e, após ter conhecimento dos factos, a mulher separou-se do suspeito.
A primeira sessão do julgamento está agendada para as 9h30 na 4.ª Vara Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça.
Caso seja condenado, o MP pede a pena acessória de expulsão do território nacional, uma vez que o arguido se encontra ilegal em Portugal. FONTE: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/pastor-da-igreja-baptista-julgado-por-abuso-sexual

Pastor abusa de menina de 13 anos e justifica: “Fiz a mando de Deus

O homem, de 43 anos, foi até a casa da garota, que frequentava o templo

O abusador foi preso e levado ao CDP de Aracruz
O pastor Rony Gonçalves, 43 anos, foi preso após abusar sexualmente de uma adolescente de 13 anos dentro da casa da vítima, em Barra do Riacho, Aracruz. A garota frequenta a Igreja Assembleia de Deus Ministério Fogo em Terra, fundada pelo acusado de cometer o crime.  Ao ser preso, Rony afirmou que  fez tudo a mando de Deus.
Segundo a delegada Amanda da Silva Barbosa, o pastor foi à casa da menina, às 7h40 de quarta-feira, e ligou para a mãe dela enquanto estava a caminho da residência. A mãe teria pedido para Rony não entrar no local, porque ela estava no trabalho, e que ele retornasse somente às 15h. Em depoimento o acusado disse à Policia Civil que não atendeu ao pedido da mãe, porque Deus havia dito a ele que deveria orar pela vítima e por sua irmã.
Homem chegou a tirar a roupa de menina
Na casa estavam a vítima, seus dois irmãos e uma prima, todos menores de idade. O pastor contou ainda à polícia que primeiro orou na sala pela irmã e depois chamou a vítima para ir ao quarto da mãe. O acusado pediu à menina que baixasse a blusa que estava amarrada ao pescoço e pôs um pano sobre ela. Ele começou a orar e colocou a mão por baixo do pano e acariciou o órgão genital da menor. Assustada, a menina começou a chorar, o homem desistiu de continuar o abuso e foi embora.
O abusador foi preso e levado ao CDP de Aracruz
Após o abuso sexual um conhecido da família foi até a residência e a menor contou o que havia acontecido. Ele foi ao local de trabalho da mãe da menina e comunicou o fato. O padrasto da vítima acionou a Polícia Militar e quando chegaram em casa o criminoso havia retornado ao local para justificar o fato.  O pastor foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e levado para o Centro de Detenção Provisória de Aracruz.

Finalmente é preso o Pastor Marcos Pereira por estupro de 6 mulheres inclusive menores e inúmeráveis acusações sendo que entre estas, até mesmo acusações de  assassinato estão surgindo!

Pastor preso por abuso sexual no Rio tem coleção de carros avaliada em R$ 1 milhão na garagem

Pastor é preso acusado de estupro e cárcere privado, em Viamão

Homem de 34 anos mantinha três filhos e uma adolescentes de 16 anos presos dentro de uma casa

COMPARTILHE:  REPORTAGEM DE 13 DE ABRIL DE 2013. 
Da Redação FONTE  Diário de Canoas
Viamão  –
A Brigada Militar de Viamão prendeu na tarde de terça-feira (12) [MARCIO PEREIRA SANTIAGO ], de 34 anos, acusado de estupro e cárcere privado. A denúncia foi feita pela ex-esposa do acusado, que é pastor e já tem passagem pela polícia. VEja vídeo
Segundo a BM, M.P.S. mantinha presos em casa os filhos de 7, 3 e 1 ano e 8 meses e mais uma jovem, de 16 anos, com a qual mantinha relações sexuais. Os quatro eram mantidos trancados dentro de uma casa na qual a porta estava acorrentada pelo lado de fora. À polícia, a adolescente disse que não denunciou o homem por vergonha do fato.
As crianças e a jovem foram encaminhas ao Hospital de Viamão, mas já foram liberados.
_________________________________________________________________________________________________________________________________

Ourinhos: ex-pastor de igreja evangélica é preso acusado de estupro

Da Redação JCNet

18/04/13

O sócio-proprietário de uma rádio evangélica e ex-pastor, L.B.L., 59 anos, foi preso acusado de estuprar pelo menos três crianças há cinco anos. L. foi detido na segunda-feira (15), em Ourinhos (130 quilômetros de Bauru), mas o acaso só foi divulgado nesta quarta-feira (17), durante entrevista coletiva concedida pela delegada da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).
Segundo informações do site Repórter na Rua, as vítimas, todas meninas, teriam sido estupradas quando tinham entre 7 e 9 anos de idade. Na época, o acusado já não pregava mais em igrejas.
Após uma denúncia anônima, há oito meses, a polícia deu início à investigação e chegou até o ex-pastor, que negou as acusações.
Ainda segundo o Repórter na Rua, L. chegou a procurar, anteriormente, os parentes das vítimas para pedir perdão pelos atos praticados.
A polícia teria confirmado, também, uma outra vítima do acusado, que hoje já é adulta. Ela teria comunicado o fato à família em 2011, devido à dificuldade e problemas de saúde que os abusos causaram nela. A jovem deverá ser ouvida nos próximos dias, já que não reside mais na cidade.
O ex-pastor teve a prisão temporária decretada e permanece à disposição da Justiça na Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.

225928_279148495529342_884591035_n
Um pastor de uma Igreja Evangélica  do Povoado de Angico, Zona Rural de Cansanção, está foragido, após ser acusado de violentar e engravidar uma garota de 13 anos, moradora daquela comunidade.
Segundo testemunhas, o pastor que é conhecido na comunidade de Angico por Valdeci Lima, começou a manter relações sexuais com a menor de iniciais L.F. de S, há cerca de três anos, época em que a menina tinha apenas 10 anos de idade. Os abusos só foram descobertos após a família da garota perceber o estágio de gravidez avançado da menina que quando indagada pelos parentes resolveu abrir o jogo e denunciar os abusos que sofreu por três anos.
Os moradores do povoado e os familiares da jovem vítima do pedófilo estão em estado de choque. O líder religioso que está sendo procurado pela polícia fugiu sem deixar pistas.

Pastor Evangélico arrasta jovem para o quarto em Goiania

___________

Pastor dono de rádio evangélica em Ourinhos é preso acusado de estuprar crianças

Luiz Bosco de Lima, 59 anos, pastor e proprietário de uma rádio evangélica em Ourinhos foi preso pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) na cidade de São José dos Campos, acusado de estuprar três meninas quando tinham idade entre 5 e 9 anos.
O fato foi divulgado pela delegada da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), Dr. Ana Rute de Castro Bertilasso em entrevista coletiva concedida a imprensa no final da tarde de quarta-feira (17/4), mas a prisão aconteceu no dia 15 de abril.
De acordo com a delegada a cerca de sete meses o caso já vem sendo investigado, depois de vítimas que hoje são adolescentes denunciaram os abusos a policia.
Ainda segundo Dr. Ana Rute, o indiciado negou os crimes, mas as vítimas não deixam restar dúvidas de sua autoria nos atos de violência sexual que teriam acontecido entre 2007 e 2010.
O caso agora segue em segredo de Justiça e Luiz Bosco de Lima está preso temporariamente na Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.
OURINHOSNOTÍCIAS É COMPLETO, POR ISSO É LÍDER EM AUDIÊNCIA!!!
Fonte: www.ourinhosnoticias.com.br

_________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
Irmãs que acusam pastor por abuso sexual são ameaçadas
Data: 03/03/2013
capa do post
A adolescente de 15 anos e sua irmã de 12 acusam o pastor evangélico José Elias da Cruz de abuso sexual
Janelas fechadas, cortinas cerradas, telefones desligados e um código para atender à porta constantemente trancada. A vida das duas irmãs, de 12 e 15 anos, que denunciaram o pastor José Elias da Cruz, de 53 anos, líder da Igreja Paz no Vale, do Jardim Redentor, por abuso sexual mudou desde que elas resolveram procurar a polícia. Hoje elas vivem com medo. As duas estão sendo ameaçadas. São mensagens pelo computador, em redes sociais e emails, e ligações nos celulares avisando que devem morrer, que destruíram a vida de um homem e que por isso devem pagar.
Um pastor de 53 anos está preso desde quinta-feira (28) por suspeita de abuso sexual a jovens frequentadoras de uma igreja evangélica do Jardim Redentor, emFranca (SP). A prisão preventiva de José Elias da Cruz foi decretada a pedido da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), após receber denúncias de que o líder religioso se aproveitava das jovens – dentre elas duas adolescentes de 12 e 15 anos – enquanto realizava ritos espirituais em suas casas. O inquérito policial sobre o caso deve ser concluído em dez dias antes de ser apresentado ao Ministério Público. O pastor, que vive em Franca, mas é de Itaú de Minas (MG), nega as acusações.
Segundo a delegada Graciela Ambrósio, Cruz foi denunciado pelo pai das duas adolescentes depois que uma delas supostamente estranhou o modo como ele agia durante um rito em que prometia libertação espiritual. Ele alegou que o pastor passava a mão nos seios e no órgão genital delas durante uma unção com óleo, segundo Graciela.
“A família tinha uma relação de confiança com o pastor. As meninas frequentavam a igreja de segunda a domingo e ficavam em casa sozinhas ou iam para o grupo de oração na casa do pastor. Ele falava que tinha o dom de tirar o espírito da sensualidade”, disse.
FONTE: http://www.portalternurafm.com.br/noticias/36020/pastor-e-preso-por-suspeita-de-abuso-sexual-de-jovens-em-ritual-espiritual
Na cidade mineira de Itaú, o pastor, mencionado no caso acima, ainda responderia pelos crimes de furto, estelionato, receptação e crimes eleitorais. “Já estamos solicitando à polícia mineira que nos passe as informações sobre estes casos para que possamos embasar nossa investigação sobre quem é este pastor.”
Segundo a delegada, o que se sabe até o momento é que José Elias da Cruz seria natural de Itaú de Minas, onde teria fundado a Igreja Paz no Vale. O pastor teria vindo para Franca sozinho há pouco mais de um ano, deixando em Minas a mulher e a filha de 17 anos.
____________________________________________________________________________________________________________________

Pastor evangélico é condenado por pedofilia

Sáb, 23 de Fevereiro de 2013 14:47
alt
Esta semana a justiça de Parintins condenou o pastor evangélico Valdivino Oliveira (58) por crime de pedofilia. A sentença foi proferida pela juíza Melissa Sanches da 2º vara da comarca de Parintins.(foto: arquivo)
O pastor Vadivino Oliveira abusou sexualmente de duas crianças no mês de Outubro passado.
Na época, quando foi dada a voz de prisão ao pastor ele tentou suicídio furando o corpo com um espeto de churrasco. Levado ao hospital o pastor Valdivino foi operado e, por várias vezes, tentou abrir a cirurgia. Valdivino Oliveira que ao invés de anunciar o reino de Deus abusava sexualmente de crianças vai agora amargar 15 de cadeia. O pastor tarado já está no presídio público de Parintins.
_____________________________________________________________________________________________________________

Ex Pastor é Preso em flagrante acusado de pedofilia em Rio Branco

Homem oferecia ao menino de 13 anos dinheiro para cometer o ato. Policiais encontraram material pornográfico no apartamento do acusado.

Duaine RodriguesDo G1 AC
Franckmar Almeida nega acusação (Foto: Duaine Rodrigues / G1)
Franckmar Almeida nega acusação
(Foto: Duaine Rodrigues / G1)
Franckmar Almeida de Souza, 42 anos, foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira (27) acusado de abusar sexualmente de um menino de 13 anos de idade. A prisão aconteceu no apartamento do próprio acusado, no Conjunto Manoel Julião, em Rio Branco, e foi efetuada por policiais militares do 4º Batalhão, que foram acionados por familiares da vítima quando passavam pelo local.
Segundo informações de familiares do garoto, que não quiseram se identificar, Frackmar seria frequentador da Igreja Renovada na capital. Ele estaria em Rio Branco há cinco anos, vindo de Manaus (AM), onde atuava na Igreja Filadélfia Renovada.
De acordo com o delegado plantonista da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), Reginaldo Barreiro, para onde o acusado foi levado após o flagrante, foi um irmão da vítima que percebeu algo de estranho acontecendo quando transitava nas proximidades do apartamento do acusado.
“Ele viu a bicicleta do seu irmão parada na frente do apartamento e ligou para o Franckmar, que disse estar trabalhando. No entanto, percebeu que o homem estava com a voz ofegante e resolveu chamar sua irmã para bater na porta. Bateram e quando o acusado abriu a porta estava fechando a bermuda. Eles perceberam que o garoto correu e se escondeu, também ainda vestindo o short”, explicou.
Ao avistarem a cena, os irmãos da vítima resolveram acionar a Polícia Militar, que por coincidência estava passando naquele instante pela área. “Os policiais efetuaram o flagrante e ainda apreenderam alguns materiais pornográficos no apartamento do acusado”, revelou Barreiro.
_____________________________________________________________________________________________________________________________

Evangélico canta hino na delegacia depois de abusar de várias novinhas!

Um “cantor evangélico” foi preso na manhã desta sexta-feira, no bairro da Chacrinha, em Nova Iguaçu, acusado de abusar sexualmente da neta de 13 anos e das amigas dela, também menores de idade. Os abusos, segundo a polícia aconteceram entre 2008 e 2011, em Queimados, também na Baixada Fluminense.
…O homem, de 54 anos, identificado como Antônio Pereira(foto) …orientava a neta a ingerir a pílula do “Dia Seguinte” depois das relações sexuais.Na delegacia, o acusado, que afirma frequentar a igreja Assembléia de Deus em Queimados, cantou um hino evangélico antes de confessar o crime. O acusado vai responder por três crimes de estupro de vulnerável e caso seja condenado pode pegar de 12 a 27 anos por cada um. Veja o vídeo
______________________________________________________________________________________________________________________

Homem é preso suspeito de abuso sexual em Lagoa Santa, na Grande BH

Segundo polícia, ele atacou criança de 11 anos e duas irmãs de 16 e 18.Homem se apresentou na delegacia como pastor de igreja.

 Ele afirmou para a mulher que ela morreria de câncer se continuasse casada. Com medo da morte, ela acabou acatando a orientação de Ruben. Veja a reportagem do G1:
o

G1 MG

DENÚNCIA 
Irmãs acusam pastor evangélico de abuso sexual

Autor(a): Priscilla Sales Função: Repórter
Foto(s): Marcos Limonti/Comércio da Franca
Data: 26/02/2013
Pai das meninas diz que ‘perdeu o chão’ e ‘ficou louco’
Duas irmãs de 12 e 15 anos, moradoras do Jardim Higienópolis, acusam um pastor de abuso sexual. O caso foi denunciado na tarde desta segunda-feira na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Franca. Segundo as menores, o pastor se chamaria José Elias e seria o responsável pela Igreja Evangélica Paz no Vale, no Jardim Redentor. Os ataques teriam começado há nove meses. A primeira a sofrer os abusos seria a menina de 12 anos. “A primeira vez que ele fez isso, a gente estava na casa dele com um grupo de jovens. Ele começou as orações e me pediu para ir para o quarto. Lá, ele fez essas coisas comigo. Disse que estava me libertando e pediu para não falar para ninguém porque se não Deus iria se voltar contra mim”, conta a menor. (Ouça na íntegra este relato.Clique aqui). Os supostos abusos só foram descobertos porque na última sexta-feira o pastor teria resolvido atacar a irmã mais velha, de 15 anos. “Ele foi almoçar em casa. Depois, quando eu e a minha mulher estávamos saindo para o trabalho, perguntou se podia ficar mais um pouco para benzer a casa. Eu deixei. Não imaginei que ele fosse fazer o que fez”, disse o pai das meninas.
Segundo o relato da garota de 15 anos, assim que seus pais saíram, José Elias a teria levado até um quarto, onde teria praticado os abusos. “Ela conta que ele acariciou seus seios, passou a mão e introduziu o dedo em sua vagina e no seu ânus”, disse a delegada Graciela Ambrósio, responsável pelas investigações.
Com medo e vergonha, a irmã mais velha se recusou a voltar à igreja, o que despertou a desconfiança de seu pai. “Eu estranhei e comecei a perguntar. No começo ela disse que não era nada. Como insisti, hoje [ontem] na hora do almoço, ela chorou muito e me contou o que aconteceu”, disse o pai.
Ele resolveu também questionar sua filha mais nova, que, para seu desespero, disse que vinha sofrendo abusos há nove meses. “Perdi o chão. Fiquei louco. Minha vontade era matá-lo, mas pensei na minha família e vim denunciar.”
A delegada Graciela Ambrósio disse que os relatos das vítimas são muito contundentes. “Elas narram praticamente as mesmas coisas.”
Segundo a delegada, para convencer as vítimas a consentirem o abuso, José Elias dizia que as jovens precisavam ser purificadas. “Ele as convencia de que elas precisavam passar pelo processo de libertação do espírito da sensualidade e de demônios. Então, dizia estar com o Espírito Santo e ungia as partes íntimas delas. Aproveitava para passar a mão nos seios e introduzir seus dedos na vagina e no ânus”, disse Graciela. A delegada informou que as vítimas disseram que não houve relação sexual com penetração.
Segundo a delegada, os ataques aconteciam na residência das vítimas e na casa do pastor. “Ele era tido pela família como alguém de confiança, por isso os pais permitiam que as meninas fossem à casa dele e que ele as visitasse em casa.”
INVESTIGAÇÕES
A delegada acredita que o número de possíveis vítimas do pastor possa ser muito maior. “Pelo que já colhemos de depoimentos, pelo menos, mais duas meninas teriam sido abusadas. Inclusive, há testemunha que presenciou os fatos. Também já tivemos notícias de outras meninas com as quais ele agia da mesma forma. Estamos investigando e vamos ouvir todos os envolvidos.”
Ontem mesmo a delegada já tinha iniciado as investigações e ouvido uma testemunha. No final da tarde de ontem, ela apresentaria à Justiça o pedido de prisão preventiva do acusado. “Esse é um caso sério, preocupante. Temos que agir.”
Graciela informou ainda que o pastor deve responder por dois crimes: estupro (para as vítimas menores de 13 anos) e posse sexual mediante fraude (para as maiores de 13 anos).
O pastor, segundo as vítimas, teria cerca de 50 anos, seria casado e teria uma filha de 17 anos. Sua mulher e esta filha viveriam em Itaú de Minas (MG), onde existiria outra filial da igreja. José Elias se dividia entre a unidade de Franca e a mineira. Ele teria aberto a igreja no Redentor há cerca de um ano. O templo era frequentado por cerca de 100 fiéis, a grande maioria jovens. Ontem a reportagem esteve no local, que está fechado. Não há sequer uma indicação de que no prédio funcionaria uma igreja. Vizinhos disseram que os cultos ocorriam sempre depois das 19 horas e que a última movimentação foi no domingo.
A reportagem também tentou entrar em contato com José Elias por meio de um número celular informado por fiéis, mas ninguém atendeu ao telefone.

31 de janeiro de 2013

Um homem de 50 anos [Ruben Julio de Barros]que se dizia pastor de uma igreja foi preso nesta segunda-feira (28) por crimes sexuais na cidade de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o delegado Almir Carvalho, a polícia foi acionada após o suspeito tentar abusar de duas irmãs, de 16 e 18 anos, e atacar uma criança de 11 anos.
Carvalho contou que o homem aliciava a família das jovens abusadas há cerca de quatro meses. “Inicialmente, ele começou a interferir na vida família e separou a esposa do marido. Com a família fragilizada, ele induziu a mulher a vender um lote e doar para igreja [na qual ele se intitula pastor]”, disse o delegado.
Os casos de abuso ocorreram nesta segunda-feira (28), segundo a polícia. Carvalho informou que a mulher havia viajado ao interior para tentar vender o lote e deixou as jovens, que são filhas dela, e a criança – parente – sob os cuidados do suspeito. As próprias vítimas chamaram a polícia.
Com a prisão do homem, a mãe foi acionada antes que vendesse a propriedade e retornou a Lagoa Santa para acompanhar a ocorrência. O delegado informou que a garota de 11 anos vai ser encaminhada para acompanhamento psicológico.
O suspeito foi levado para o presídio da cidade
_________________________________________________________________________________________________________

11/01/2013

Pastor tarado é preso por abuso sexual
Ele dizia que seu pênis era ‘abençoado’
Pastor evangélico foi preso no interior de Goiás por abusar de fiéis; ele dizia às vitimas que seu pênis era ‘abençoado’
O pastor Valdecir Picanto Sobrinho (foto), de 59 anos, foi preso no interior de Aporé, interior de Goiás, sob a acusação de que abusava sexualmente das mulheres da cidade utilizando o pretexto que teria o pênis abençoado.

“Ele nos convencia de que Deus só entraria em nossa vida pela boca e por isso nós deixávamos ele fazer o que fazia”,

relata a jovem M.R., de 23 anos, que prefere não se identificar. “Muitas vezes, após os cultos, o Pastor Valdecir nos levava para um terreno nos fundos da igreja e pedia para a gente fazer oral nele até o espírito santo aparecer por meio da ejaculação”, completa a jovem desolada.
Valdecir, que chegou a abusar também de algumas idosas, se defende falando que teve um encontro com Jesus num bordel e que Ele lhe deu a missão de “distribuir o leite sagrado” por todo o estado, começando pelos fiéis da Assembléia de Aporé, do qual é responsável.

“Vocês estão prendendo um servo do Senhor e ainda se arrependerão disso. Espero poder continuar com meu belíssimo trabalho dentro da prisão”,

reluta o sacerdote.
Denise Pinheiro, delegada responsável pela região, diz que Valdecir foi pego em flagrante enquanto esfregava seu membro no rosto de uma comerciante local, em que prometia ter mais vendas em seu negócio caso deixasse ser derramada pelo líquido divino.
Denise ainda completa: “quando autuamos o senhor Valdecir, ele não ofereceu resistência e ainda perguntou se eu queria fazer parte do reino dos céus durante o trajeto para a delegacia. Ele não tem vergonha de tais atos e acha tudo a coisa mais normal do mundo”.
Valdecir pagou fiança e foi liberado após prestar 3h de depoimento.
Fonte: Folha de Goiás
20 MAI
Nenhum comentário

Em Minas Gerais, pastor é preso após organizar suruba evangélica

20 de maio de 2011


Por Fabio Flores
No município mineiro de João Monlevade um pastor de 36 anos foi preso após denúncias de que o mesmo estaria promovendo encontros sexuais coletivos entre os fiéis da ‘Igreja do Reavivamento Divino’.
Segundo testemunhas ouvidas na 27ª Delegacia Regional João Monlevade o pastor Gibran Henrique induzia os fiéis a deturpações das leituras bíblicas para que os mesmos se despissem de suas roupas e de sua moral.
Giovana Duarte Sarmento, estudante de 27 anos disse em depoimento que o pastor selecionava as moças e rapazes de beleza mais evidente para os “encontros de aprofundamento”, nestes encontros ele afirmava que para entrar em conexão direta com Deus precisariam tirar as roupas e tomar o sangue de Cristo, que era representado por cálices de Cabernet Sauvignon.
Depois de dezenas de cálices de vinho o pastor Gibran promovia a chamada ‘comunhão com os irmãos’, que segundo depoimento de Letícia Duila Cabral, radalista de 26 anos, seria uma espécie de abraço coletivo onde todos deveriam sentir integralmente o corpo dos irmãos.
O depoimento mais chocante foi o da enfermeira Melissa Farias, que aos 32 anos viveu momentos de horror que jamais deseja lembrar. Segundo ela o pastor Gibran dizia que quem quer ser amado precisa amar, que era preciso amar ao próximo como a ti mesmo. . Só que o ‘amor’ neste caso seria um eufemismo de sexo. E ela confessou ter sido submetida a sessões de ‘sexo pervertido’ com dois irmãos simultaneamente.
O pastor Gibran se defende argumentando que o Brasil em sua Constituição Federal garante liberdade de culto as religiões, e que a ‘Igreja do Reavivamento Divino’ acredita na libertação da alma por meio de orgasmos. E que mesmo se for preso converterá na prisão muitas almas para o seu senhor.
A município de João Monlevade era uma espécie de Meca da ‘Igreja do Reavivamento Divino’. Com a prisão de seu maior líder a Igreja deve encerrar suas atividades em nosso país. O pastor Gibran pede orações e ajudas financeiras para custear as despesas decorrentes de sua defesa jurídica.
________________________________________________________________________________________________________________________

Escute esta mãe falando sobre um Pastor que “perseguia ” sua filha “onde quer que ela fosse”

Evangélico, pedófilo flagrado em Teixeira de Freitas prometeu celular a vítima de 10 anos

REDE BAHIA | G1
Segundo a polícia, guarda municipal começou a aliciar a menina em igreja frequentada por ambos. Cameras recém instaladas em escola denunciaram o abuso. Suspeito está preso.
Um guarda municipal foi preso acusado de abusar sexualmente de uma menina de 10 anos no município de de Teixeira de Freitas, que fica a 910 quilômetros de Salvador. Segundo a polícia, Jorge Souza da Silva, 53 anos, abusou da criança na escola em que trabalhava como vigia.
Ele conheceu a menina em um evento de uma igreja evangélica e prometeu um celular para atrair a menina para a escola fora do horário de aula. Jorge foi preso em casa por investigadores da Delegacia Especializada da Mulher (Deam) na tarde de ontem e em seguida encaminhado para a carceragem da 8ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin).
Segundo o delegado Manoel Andreetta, da Deam, o caso aconteceu na noite do dia 28 de novembro na Escola Municipal Alcionor Barbosa. O guarda pediu para a menina de 10 anos encontrá-lo na escola, onde daria para ela um celular. A criança chegou por volta das 19h30. “Ele faz registro de casamento, é bem religioso, tem tem acesso às crianças, tem a confiança da comunidade”, explica o delegado.
De acordo com o delegado, as imagens do circuito de segurança registraram tudo e mostram o guarda abusando da criança em vários pontos da escola “Ele começa a acariciar ela. Ele tratava a menina como se fosse namorada, beijando lascivamente na boca, nas partes íntimas, fazendo carícia”, diz o delegado. “Ele não sabia que as câmeras estavam funcionando, foram instaladas no dia anterior”, acrescenta Andreetta.
No dia seguinte, o guarda ficou nervoso quando soube que as câmeras haviam sido instaladas na escola e buscou saber se já estava funcionando no dia do abuso. Um funcionário estranhou o interesse e acionou a diretora da escola, que assitiu às imagens e percebeu o abuso, chamando a Guarda Municipal. Só então o caso foi levado à Deam.
Jorge negou que tenha abusado de outras crianças, mas a polícia investiga um segundo caso a partir do depoimento da menina, que indicou que uma colega pode ter passado pela mesma situação. Mesmo com o laudo tendo indicado que não houve penetração, o guarda autuado em flagrante por estupro de vulnerável, como determina o artigo 217-A do Código Penal. Na casa do guarda, a polícia apreendeu um computador e CDs e fitas com filmagens. “Apreendemos para a perícia verificar se tem material de pedofilia”, diz o delegado. O material apreendido será periciado em Salvador.
_____________________________________________________________________________________________________________________________

Pastor evangélico de São Carlos comete pedofilia e “sequestro”

Na última sexta-feira (21), uma família da Vila São José, em São Carlos, começou uma busca que parecia que não teria fim, mas teve. Naquele dia, uma das filhas da família, de 15 anos, havia sumido de casa, deixando para trás um bilhete. Três dias depois, nesta segunda-feira (24) à noite, ela foi encontrada, amarrada, em um canavial – clique na imagem abaixo e veja fotos.
Nas cerca de 70 horas que separaram o sumiço do reencontro, a adolescente rodou por São Carlos, foi e voltou de Catanduva. Tudo isso acompanhada de um pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Gerizim que costumava frequentar sua casa.
“Minha mãe conheceu ele em uma igreja há uns cinco meses e ele começou a ir em casa, fazer oração. Acho que fui me apegando pelas coisas que ele falava”, diz ao portal k3 enquanto espera ser ouvida pelo delegado no Plantão Policial.  “Ele falava coisas da Bíblia. Desse ponto eu não posso reclamar, porque me ensinou bastante. Falava que eu era a escolhida dele, eu acreditei. Foi aí que eu comecei a gostar dele”.

pastor-pedofilo-saocarlos

Pastor evangélico é preso suspeito de abusar da filha e da enteada

(05 de Jan. de 2013)

Uma das vítimas disse que era abusada pelo pai há 4 anos

Preso pastor que abusava da filha e da enteadaPastor está na Cadeia Pública de Cáceres
DA REDAÇÃO
COM INFORMAÇÕES DO DIÁRIO DE CUIABÁ
O pastor evangélico Antônio Benevides da Silva, de 45 anos, foi preso ontem, em Cáceres (a 222 km de Cuiabá), acusado de abusar sexualmente de uma filha e uma enteada, ambas de 12 anos de idade. Ele foi levado para a Cadeia Público do município.
Silva pregava na Igreja Pentecostal SOS-Socorro de Jesus, perto da Prefeitura de Cáceres. Ele foi denunciado por Elaine Félix da Silva, de 24 anos, filha do primeiro casamento do pastor, e irmã da menina de 12 anos que teria sido abusada. A garota, que vive com o pai e a madrasta, contou a Elaine que Silva a obrigava a tocar as partes íntimas dele e que era abusada há quatro anos. Ela disse ainda que o pai a ameaçava de morte e que, quando ela sangrava após os abusos, o pastor a fazia tomar banho. A vítima disse ainda que viu ele mantendo relações sexuais até com um cachorro. A enteada de Silva também confirmou a Elaine que foi abusada por ele. A irmã mais velha, então, procurou a polícia e denunciou o caso.  Elaine disse aos policiais que nunca foi abusada pelo pastor, mas que se lembrava que, quando criança, ele teria cometido o crime com uma colega dela e que também tentou fazer o mesmo com uma prima.
A atual mulher do pastor afirma que o marido é inocente.  A delegada Elizabeth Garcia dos Reis, responsável pelo caso, determinou que a irmã de Elaine fique com ela. Ela também mandou que as duas enteadas que vivem com o pastor sejam entregue ao pai biológico. A prisão do pastor foi decretada pela juíza Graciane Pauline Mazeto Correa da Costa, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.
Pastor da Assembléia de Deus e a mulher vão responder por abuso sexual contra crianças
03/01/2013 – 08h17
SÃO LOURENÇO DA MATA (Recife)
A Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) do Recife concluiu o inquérito que investiga estupros cometidos contra cinco crianças de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife.
VEJA O PASTOR ADMITINDO SEXO COM MENORES!
Segundo as investigações, o pastor estaria atraindo, há mais de um ano, adolescentes para dentro de sua residência. Lá, eles eram amarrados, abusados sexualmente e ameaçados de morte caso contassem o ocorrido aos pais. “Estamos aguardando os resultados dos exames sexológicos para comprovar os estupros”, disse o delegado.O casal aproveitava os ensaios dos corais e retiros religiosos ou ainda levavam as vítimas para a residência deles com promessas de presentes. Enquanto o pastor praticava o ato, a mulher assistia. O mesmo acontecia quando ela abusava dos adolescentes. O nome dos envolvidos está sendo preservado pela polícia, que deve concluir o inquérito na próxima semana.

sao_lourenco_interna

veja mais 3 casos de pastores safados neste link

Pastor é acusado de abusar de meninas no Sul
Publicado no Jornal O Globo em 14/02/2003PORTO ALEGRE e BELÉM. O pastor Rui Lúcio Angelo, da Igreja Evangelho do Reino de Deus, está sendo acusado pela polícia gaúcha de ter abusado sexualmente de 16 meninas, com idades entre 6 e 9 anos. O religioso, de 52 anos, foi preso anteontem no Aeroporto Salgado Filho, quando regressava de Belo Horizonte. Ele faz parte da igreja há 23 anos e é um de seus fundadores.
O chefe do Departamento de Polícia Metropolitana, Paulo César Jardim, disse que o pastor atraía as crianças oferecendo balas e bombons:
- Ele prometia às crianças um jogo de vídeo game se elas o deixassem tocá-las.
A polícia do Pará prendeu Paulo Roberto Ferreira Santana e a mulher dele, Helena Souza do Vale, acusados de aliciar crianças e adolescentes para serem fotografados em poses sensuais. Os policiais apreenderam mais de duas mil fotos. No quarto do casal, a polícia encontrou quatro meninas entre 10 e 13 anos.

Pastor acusado de abuso sexual está foragido

As denúncias foram efetuadas nesta quarta (26)

28-12-2012  JORNAL FOLHA DO ESTADO [Salvador, BA)  (FONTE: clique aqui)
 Pastor acusado de abuso sexual está foragido
Crédito Reprodução
O pastor Raimundo Oliveira, da Igreja Congregação Batista, localizada no povoado de Pedra Vermelha, no município de Monte Santo,acusado de abusar sexualmente de dezenas depessoas ligadas à congregação está foragido.
De acordo com o site Euclides da Cunha, os casos envolvem desde filhas, mães e crianças menores.Além de uma mulher estuprada, que ficou grávida e foi obrigada pelo pastor a ingerir remédio abortivo.
Ainda segundo a fonte, as vítimas, que prestaram as queixas nesta quarta-feira (26), na delegacia local, alegam que sofriam ameaças, por isso os crimes não foram denunciados antes.
Segundo algumas fontes “Raimundo Oliveira, que usava a posição de líder religioso para praticar os crimes, é acusado de violentar a própria mãe e a filha,que frequentavam o templo, além de várias crianças” .

Se você tiver alguma informação do paradeiro do pastor estuprador ou outra informação, faça sua denúncia ao Ministério Público, que seu nome será guardado em sigilo: euclidesdacunha@mp.ba.gov.br

Pastor Evangélico usa a Bíblia para justificar orgia na hora do culto!
“sou igual Salomão!” Este vídeo contém imagens fortes NÃO SÃO APROPRIADAS PARA MENORES!
Imagens fortes 

Pastor Evangélico beijava criança na boca e “metia lo dedo”

Vamos começar por citar um caso envolvendo um representante de milhares de evangélicos (imagine a responsabilidade!)

Funcionária pública acusa deputado evangélico de abuso sexual

Gildevan Fernandes é acusado de abuso sexual e não é a primeira vez!

Vítima de tentativa de estupro praticado por parlamentar capixabaenvolvido com a máfia dos sanguessugas depõe em CPMI.

A funcionária pública da prefeitura de Pinheiros, Débora Cardoso Silva, acusa o deputado estadual Gildevan Fernandes (PV) de abuso sexual. Segundo a vítima, o crime teria acontecido em julho do ano passado, no trajeto entre os municípios de Boa Esperança e Pinheiros. Nesta época, Débora era assessora do juiz Ronaldo Domingues e seguia de carona com Gildevan, para uma reunião com o magistrado e o deputado.
“O doutor Ronaldo fora transferido para Boa Esperança e queria retornar para Pinheiros, como o deputado Gildevan freqüentava a Igreja Presbiteriana de Pinheiros, da qual meu pai é o pastor há mais de 30 anos, havia proximidade suficiente para pedir ao deputado que intercedesse para que o juiz retornasse ao município. Desta maneira, eu poderia continuar trabalhando com o doutor Ronaldo em Pinheiros. Do contrário, perderia o emprego, pois não queria morar em Boa Esperança”, explica.
No depoimento que deu à Promotoria de Justiça de Pinheiros, Débora conta os detalhes do ato de assédio praticado pelo deputado. Na ida para Boa Esperança, segundo a vítima, a viagem transcorreu normalmente. No retorno, entretanto, o deputado passou a fazer perguntas maliciosas a Débora. Ela havia passado por uma cirurgia de lipoaspiração há 15 dias e, por recomendação médica, usava uma cinta abdominal, acessório que, segundo a vítima, pode ter ajudado a evitar a consumação do estupro.
“O deputado me perguntou sobre a cirurgia. Respondi que o médico já havia me liberado para o trabalho. Gildevan disse que não era para o trabalho. Ele queria saber quando eu poderia fazer sexo”. Em seguida, de acordo com o depoimento de Débora, o deputado passou a se declarar, eroticamente, para vítima. Já nas proximidades de Pinheiros, Gildevan teria parado o carro e pediu à vítima que fizesse uma massagem no seu pênis. O deputado teria pegado na mão de Débora bruscamente e a colocando no seu órgão genital.
“Na hora fiquei sem ação. Não queria acreditar que aquilo era real. O deputado conhecia meus pais, toda a minha família. A esposa dele frequentava a igreja, inclusive sempre foi muito atuante. Não poderia esperar que ele fosse capaz de tal ato. Disse-lhe que meu pai era seu líder espiritual e que ele estava completamente equivocado a meu respeito”.
Em seguida, Débora tentou sair do veículo, mas não conseguiu porque as portas estavam travadas. O deputado partiu com o carro, passou por Pinheiros e rumou sentido São Mateus. De acordo com a vítima, na altura do km 10 da estrada que liga Pinheiros a Sayonara, o deputado tentou uma nova investida. “Ele dizia que não iria perder a oportunidade de ficar comigo. Ele chegou a me fazer proposta de emprego. Prometeu me colocar na Assembleia. Disse-me que eu ganharia R$ 4 mil e poderia morar com a filha dele em Vitória”.
Nesse instante, o deputado teria colocado as mãos entre as coxas da vítima e dito palavras obscenas; que queria “ver se ela era quente”; que queria “fazer carinho nos seios da vítima”. Em seguida, o deputado teria posto o órgão genital para fora da calça obrigando novamente a vítima a acariciá-lo. Débora acredita que o ato sexual só não foi consumado porque ela estava usando duas cintas cirúrgicas que teriam dificultado a ação do agressor.
Débora relata que o deputado Gildevan a obrigou a manter tudo que acontecera naquela tarde em sigilo. “Ele me disse isso em tom ameaçador. Recordou que outras moças que tentaram acusá-lo saíram perdendo. ‘Quem fica com a reputação são elas’”, disse-me Gildevan. O deputado teria avisado ainda que, caso as informações vazassem, que ele inverteria os fatos e ainda sairia como vítima na história. O parlamentar teria também ameaçado ela e toda a sua família.
Débora, que é funcionária pública concursada da prefeitura de Pinheiros, afirma que outras mulheres no município também foram assediadas pelo deputado, mas que não tinham coragem de denunciá-lo. Débora informou que, após denunciar o deputado, outras duas mulheres que sofreram violência sexual de Gildevan levaram o caso ao Ministério Público Estadual. Inclusive uma das vítimas, que é parente do deputado, está sob proteção policial.
Débora disse que o procurador do caso, Josemar Moreira, também lhe ofereceu proteção policial. “Eu não aceitei porque acho que andar com proteção chama ainda mais atenção. Prefiro dar publicidade aos fatos na imprensa. É uma maneira de tornar os acontecimentos públicos. Só assim as pessoas vão saber quem é o deputado Gildevan Fernandes”, afirmou.
18/12/2012

Polícia

Pastor é preso por suspeita de abuso sexual contra sobrinha, em São José

Por Redação Band SC
O homem confessou o crime e disse ter sido seduzido pela vítima de 13 anos
A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, a Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de São José, prendeu na manhã de hoje (18), um homem suspeito de ter abusado da sobrinha. A prisão temporária ocorreu no bairro Santa Tereza, em São Pedro de Alcântara.
As investigações haviam iniciado há 15 dias, quando a vítima, de 13 anos, relatou que havia tido relações sexuais com o suspeito, que atua como pastor em uma igreja. Durante as diligências, foi possível localizar o motel em que o suspeito levou a vítima.
O suspeito foi preso em sua residência e, durante interrogatório, confessou o crime, mas alegou ter sido seduzido pela vítima.
Prisão de diretor de escola por abuso sexual abala Cardoso

Tatiane Domingos

Jociano Garofolo/A Cidade
Delegacia estava fechada no flagrante; acusado foi preso no dia seguinte
A prisão em flagrante do diretor do Centro de Estudos Especializados de Cardoso, a antiga Apae, Enoque Pereira Amorim, acusado de abuso sexual de vulnerável, teve efeito de uma bomba no município de 11,8 mil habitantes. Amorim, de 76 anos, teria sido visto por monitoras da escola acariciando os seios de uma aluna de 31 anos.
A suspeita surgiu há dois meses, data em que uma das estudantes da unidade – que presta o mesmo tipo de atendimento que a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais -, relatou ter partes do corpo acariciadas por ele. De acordo com a mãe da aluna, que tem 32 anos e é deficiente física e intelectual, ela começou a ficar estranha e agressiva. “Começou a reclamar quando tinha que ir pra escola.”
O flagrante que levou à prisão do diretor foi no final da tarde de quarta-feira, quando a delegacia já estava fechada. Não houve como as funcionárias que presenciaram o ato, envolvendo a jovem de 32 anos, formalizarem a denúncia. Amorim acabou detido pela polícia na quinta-feira pela manhã, dentro da instituição.
A mãe da aluna molestada afirmou que a filha está triste, mas que continua na escola. “Ela chora muito, tem medo de todo mundo.” O acusado é, além de diretor da escola, fundador da instituição, que por 10 anos funcionou como Apae e há dois anos, já administrado pela Prefeitura, atende como Centro de Estudos Especializados. Amorim também é presbítero regente da Igreja Presbiteriana Independente de Cardoso e cumpriu dois anos de mandato como conselheiro tutelar.
A família do acusado, que está preso na cadeia de Votuporanga, diz que não acredita na acusação. E não forneceu o nome do advogado de defesa. O pastor responsável pela igreja da qual ele faz parte, Edson Avelino da Silva, afirma que a igreja só vai decidir se ele será afastado da função após o término das investigações. “É um homem bom e acredito na sua inocência.”
O Diário procurou a Secretaria de Educação do município, mas ninguém se manifestou sobre o caso. Já os moradores dizem estar assustados. Eles afirmam que a família dele é tradicional na cidade e sempre foi respeitada. “Ainda não consigo acreditar nesse absurdo.” afirma uma comerciante, que preferiu não se identificar.
O delegado responsável pelo caso, Gilberto Jesus Marcelino de Freitas, não foi encontrado para falar sobre o assunto. O delegado substituto da Delegacia Seccional de Votuporanga, Osni Marchi, afirmou que o caso está sendo investigado estupro de vulnerável e que o acusado vai aguardar o julgamento preso. A pena para este crime pode chegar a 20 anos de prisão.

População sai as ruas de Ariquemes para pedir justiça, após Pastor acusado de pedofilia ser solto



Postado em 26/11/2012 Fonte: Alerta Noticias
Na tarde desta segunda-feira (26) houve uma manifestação das mãe de vítimas doPastor Sergio Galvão, acusado de abusar sexualmente de 6 crianças entre 7 e 11 anos de idade, incluindo uma com Síndrome de Down.
O pastor foi preso dia 31 de outubro e solto dia 14 de novembro. O promotor de Justiça Elias Chaquian, da 2ª Promotoria de Justiça de Ariquemes, afirma que o pastor está respondendo por estupro de vulnerável, conforme o artigo 217-A, e a pena pode ser de oito a 15 anos de reclusão.
O pastor está respondendo pelo crime cinco vezes em Ariquemes e uma vez emPorto Velho.
“O pedido de liberdade foi deferido, porque a Justiça viu a boa fé do pastor Sérgio, que em momento nenhum tentou fugir. Ele foi preso em casa, em Candeias. Ele tem uma enteada, hoje com 15 anos; então se ele fosse uma pessoa dessa índole, ele não teria primeiro molestado esta criança”, argumenta a Advogada do Pastor.
Mães fazem manifestação após Pastor Sérgio Galvão sair da prisão.

Mães denunciam Pastor da Igreja Batista por pedofilia

31 DE AGOSTO DE 2012

Pastor do Maranhão abusou de menor de 13 anos alegando que “testava se ela estava com a Pomba Gira” 
A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa recebeu uma comitiva de familiares de crianças que teriam sido vítimas de pedofilia.
O deputado Bira do Pindaré (PT), presidente da Comissão, atendeu uma solicitação das famílias das meninas abusadas. Na semana passada as mães das crianças foram ao gabinete do deputado e solicitaram ser ouvidas na reunião ordinária da Comissão de Direitos Humanos.
Na Sala de Comissões da Casa Legislativa, quatro mães denunciaram o Pastor Raimundo Teodoro Pereira Filho, da Igreja Batista da Restauração do Planalto Pingão. Todas as menores eram meninas e tinham entre 9 e 13 anos. As mães, que não quiseram se identificar, apresentaram relatos da convivência das crianças com o pastor e das moléstias.
“Uma pessoa nos trouxe a informação que o Pastor era pedófilo, a partir de então começamos a observá-lo melhor. Dentro da minha casa, minha filha foi violentada. Hoje ela tem 16 anos, na época tinha 13, quando perguntei a Lea o que teria acontecido, ela revelou que o Pastor a levou para o quarto e tocou no seio dela. Quando a menina se levantou e saiu de perto dele, após uns minutos ela voltou e ele disse que tinha testado a garota, para saber se ela tinha a Pomba Gira”, denunciou uma das mães.
Muito emocionada com o depoimento, a mãe revelou que a Igreja tinha um sítio no Parque Jair, onde eram para ser realizadas atividades de oração e recreativas dos fiéis. “Ele levava as meninas para esta chácara e depois abusava das crianças. Quantas crianças não foram assediadas no local? Era rotina para nós, ele sempre pegava as garotas em casa. Não queremos vingança, queremos apenas justiça”, afirmou a mãe.
Os familiares das menores denunciaram o caso a Delegacia de Proteção a Criança e Adolescentes (DPCA), as investigações começaram e o Ministério Público já está ciente. De acordo com as mães, as 5 crianças passaram pelos exames periciais cabíveis e ficou confirmado o abuso sexual.
O processo foi aberto na DPCA, no dia 04 de junho, e após o encerramento do inquérito a Delegacia encaminhou o processo ao Ministério Público. A reclamação das famílias é pela morosidade na condução do caso.
“O pastor está solto por aí, impune. Outras crianças podem estar sendo vítimas das atrocidades dele. Outras famílias podem passar pelo que estou passando agora. A justiça precisa ser mais ágil esta figura não pode ficar circulando, a DPCA confirmou que ouve abuso, não sei o que falta para ele ser preso?”, questionou uma mãe.
Após a abertura de inquérito na DPCA o Pastor foi expulso da Igreja em uma Assembleia composta pelos fiéis. Segundo as famílias das vítimas, a esposa do Pastor, a também Pastora Vildevania Pereira sabia dos casos e acobertava os abusos do marido.

Pastor da Assembleia de Deus é acusado de pedofilia

1 de setembro de 2012
By 
A denúncia foi feita pelo pai de uma adolescente que está grávida. O suspeito, de 61 anos, confessou que mantinha relações sexuais com a garota. ( este caso no estado da BAHIA)
pedofilia_560.25.8.12
Um pastor que trabalhava em uma igreja da Assembleia de Deus, próxima ao terminal Rodoviário, foi encaminhado para a Delegacia, na noite do dia (24), acusado de pedofilia. Cesar Antônio Caetano, de 61 anos, confessou que mantinha relações sexuais com a adolescente E.K.M.T, de 16 anos e pode responder por estupro. A garota está gravida e o pastor é apontado como o pai da criança.
De acordo com o tenente Rodrigues, o pastor confessou o fato. “Ele confirmou que mantinha relações sexuais com essa adolescente desde que ela tinha 14 anos de idade. Agora ele vai prestar esclarecimentos para o delegado de polícia”, diz. A denúncia foi feita pelo pai da adolescente, Carlos Roberto Teixeira. “Devido ele fazer esse mal para a minha menina eu corri atrás, chamei a polícia e ele confessou. Ele tem 61 anos, minha menina 16. Por isso chamei a polícia porque fiquei com medo de ele fazer alguma coisa com ela”, diz…
A Polícia Civil vai abrir inquérito para apurar o caso. “Vamos averiguar como aconteceu o fato. Aparentemente é um crime de estupro e ele deve responder em liberdade”, diz o delegado de plantão Luiz Antônio da Costa. Caso a Polícia Civil entenda que há a necessidade o pastor pode ser presopreventivamente. O acusado é casado e tem três filhas.
EXCLUSIVO! Após denúncias de estupro a duas menores pastor Robério Lopes é preso (Out. 2012)

Pastor que fazia ‘cura gay’ é preso por abuso sexual de dois homens

Reverendo Ryan J. Muehlhauser pode pegar até dez anos de prisão por cada crime

Publicado:12/11/12








O pastor Evangélico Ryan Muehlhauser
   MINESSOTA, EUA — Um pastor Evangélico de Minessota foi preso na última quinta-feira acusado de abusar sexualmente de dois homens durante sessões de “aconselhamento para se libertar de tendências homossexuais” em uma organização cristã anti-gay. De acordo com o jornal local “Kare 11”, o reverendo Ryan J. Muehlhauser – casado e pai de dois filhos – responde a oito acusações criminais por abuso sexual de rapazes que passavam pela “terapia” indicada pelo pastor. Ele pode pegar até dez anos de prisão por cada um dos crimes.
Os abusos teriam ocorrido em datas diferentes: de outubro de 2010 a outubro de 2012, e entre março e novembro deste ano. Uma das vítimas disse a polícia que continuou as sessões mesmo depois do abuso porque acreditava se tratar de um aconselhamento espiritual. Além de ser consultor na organização cristã anti-gay Outpost, Muehlhauser atuou como pastor na Igreja Cristã Lakeside, em Minnesota, por 22 anos.
Em seu site, a organização negou que o pastor fizesse parte da equipe de “cura”. Após o incidente, a Outpost passou a se definir como uma organização que “ajuda as pessoas feridas emocionalmente e sexualmente a encontrarem a cura e restauração por meio da relação com Jesus Cristo.”
“A Outpost está profundamente triste com as alegações sobre Ryan Muehlhauser. Somos fundamentalmente contra o abuso sexual e existimos, em parte, para ministrar aos que sofreram essa violência. Ryan não é e nunca foi um membro de nossa equipe, e nem era um pastor que recomendávamos. Os dois jovens que sofreram esta atrocidade continuam conosco e queremos ajudá-los da maneira que formos capazes. Nossa tristeza e as nossas orações vão para todos os que foram sexualmente violados.” FONTE:
http://oglobo.globo.com/mundo/pastor-que-fazia-cura-gay-preso-por-abuso-sexual-de-dois-homens-6708281

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Polícia Civil prende pastor acusado de estupro em Rondônia

Alessandro é acusado de ter estuprado uma adolescente de 13 anos em uma cascalheira e possui uma extensa ficha criminal.
Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente – DEPCA – investigaram por mais de um ano as suspeitas contra o pastor Alessandro M.N.F., 36 anos, acusado de estupro.
Alessandro teve a prisão preventiva requerida pela delegada  Noelle Caroline, titular da DEPCA, que foi decretada pelo Juiz Dalmo Antônio, do 2º Juizado da Infância e Juventude da comarca de Porto Velho.
Alessandro é acusado de ter estuprado uma adolescente de 13 anos em uma cascalheira e possui uma extensa ficha criminal. Atualmente trabalhava em uma oficina de motos e se dedicava à Igreja Pentecostal, onde era chamado de pastor pelos irmãos.
O suspeito foi preso na tarde do dia 12 de outubro de 2012 e apresentado à autoridade policial. Em seguida foi encaminhado ao presídio local onde permanecerá à disposição da Justiça.
Qualquer informação pode ser passada pelo número 197 (Disque-Denúncia da Polícia Civil).
Fonte: ASCOM/PCRO/DEPCA
———————-
Pastor Preso por violentar ninha de 13 anos

QUINTA-FEIRA, 13 DE SETEMBRO DE 2012

Pastor pedófilo que jurava ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras é preso

Uma das vítimas do pastor contou que foi obrigada a assistir a um vídeo em que um menino de 11 anos aparece sendo estuprado pelo pastor com o uso de um cabo de vassoura
Pastor Cleyson é preso. Foto: divulgação
A polícia de Manaus (AM) prendeu o pastor Cleyson Alves de Souza (foto), 37, sob a acusação de estuprar duas obreiras, uma de 15 e outra de 17 anos. Segundo as vítimas, ele dizia que ejaculava “esperma de Deus” e que tinha de ser engolido para “purificar a alma”.
A Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) pediu à Justiça na semana passada prisão preventiva do pastor, após ter recebido a denúncia das adolescentes.
O pastor foi preso quando pregava na Igreja Pentecostal Deus Altíssimo, na região centro-oeste da cidade. A polícia soube que ele estava ali por intermédio de uma denúncia anônima.
Uma das vítimas contou que Souza dizia que, por ser pastor, podia ter o corpo da fiel que quisesse. Ela contou que foi obrigada a assistir a um vídeo onde um menino de 11 anos aparece sendo estuprado pelo pastor com o uso de um cabo de vassoura.
Dica do Israel de Carvalho

SEXTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2011

Em Sergipe, polícia prende pastor acusado de estuprar três fiéis



pastor Alionei Marcos Severo
Pastor Alionei Severo
pretendia se mudar
A Polícia Civil de Umbaúba (SE) prendeu ontem (18) o pastor Alionei Marcos Severo (foto), da Igreja Assembleia de Deus Renovada, sob a acusação de ter estuprado três fiéis – duas casadas e uma jovem de 17 anos.
Umbaúba tem 22.000 habitantes e fica a 95 km de Aracajú, a capital.
Em depoimento à polícia, uma das supostas vítimas disse que o pastor a ameaçou de cortar sua cabeça caso ele fosse denunciado. Os relatos das três são parecidos.
Vizinhos de Severo informaram que ele estava vendendo seus pertences porque ia se mudar por causa das denúncias. Ninguém em nome do pastor falou à imprensa para dar a versão dele.
Até ontem à noite, o pastor estava na cadeia de uma delegacia à espera de uma vaga no sistema prisional.
Com informação do site Plenário.
Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2011/08/em-sergipe-policia-prende-pastor.html#ixzz23jfvwp3A
Paulopes informa que reprodução deste texto só poderá ser feita com o CRÉDITO e LINK da origem.

PASTOR DA Assembléia de Deus  É ACUSADO POR ESTUPRO DE ADOLESCENTE APÓS

‘REVELAÇÃO DE DEUS’

AGOSTO DE 2012





O pastor evangélico identificado como Robério Lopes, presidente da Assembleia de Deus Betel, está sendo acusado por prática de estupro a vulnerável que teria sido praticado contra uma adolescente de 16 anos.
Obs da página TNMD*:  Os exames vão revelar se este Pastor é mentiroso ou não. Se for vítima vou apagar esta notícia.
………………………………………………………..
hoje dia 17 de outubro sabemos que este pastor foi indiciado pela justiça. Ou seja há elementos suficientes para uma provável condenação em breve. http://www.infonet.com.br/cidade/ler.asp?id=135094&titulo=noticias//

O crime teria ocorrido no final da tarde da última sexta-feira, 10, na residência da própria vítima. A mãe e a própria adolescente confirmam o ato sexual, mas o pastor, em entrevista concedida a uma emissora de rádio, negou o crime.
Bastante abalada, a mãe da vítima denunciou o crime na Delegacia Plantonista na noite da mesma sexta-feira, 10, e a vítima foi submetida a exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). Na manhã desta segunda-feira, 13, o caso chegou ao conhecimento da delegada Lara Shuster, do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) da Secretaria de Estado da Segurança Pública, que já fez os primeiros encaminhamentos ouvindo a mãe e a vítima. “A vítima confirmou que ocorreu o ato sexual”, declara a delegada, que aguarda a liberação do laudo do Instituto Médico Legal para dar prosseguimento às investigações.
Mãe e filha prestaram depoimento na manhã desta segunda, 13, no DAGV. A mãe chegou a conversar com a reportagem do Portal Infonet, momento em que declarou ter conhecido o pastor Robério Lopes meio a uma outra confusão envolvendo uma agressão física que teria sido praticada por um membro da Igreja Betel a um outro filho dela, que também é um adolescente.
“Um outro membro da igreja meteu a mão no meu filho e eu procurei o pastor para denunciar e pedir providência e nem prestei queixa na polícia”, lembra a dona de casa, cuja identidade está preservada. “Quando procurei, ele [o pastor Robério Lopes] me atendeu bem e disse que ia tomar providência, que iria disciplinar o irmão”, conta. “E aí veja que providência ele tomou”, desabafou.
Encontro
Diante deste primeiro contato, o pastor Robério Lopes teria se aproximado e, com o gesto, ganhou confiança de toda a família. Na quinta-feira, 9, segundo a mãe da vítima, ele entrou em contato dizendo que iria aparecer na casa dela para conversar. E, no dia seguinte, falou apenas com a adolescente [também por telefone], indo, posteriormente, à residência dela no momento em que a mãe estava ausente, fazendo compras. Na residência, a adolescente estava na companhia de uma adolescente que seria a cunhada da vítima.
Vítima confirma estupro no DAGV (Foto: Portal Infonet)
O pastor chegou na casa e pediu para a cunhada da vítima aguardar do lado de fora da casa, justificando que teria “revelações” para fazer à adolescente e que só poderiam ser ditas em conversa reservada com a vítima. A mãe revela que o pastor passou um óleo na adolescente dizendo que estaria ungindo o corpo dela. “Ele passou o óleo que deixou minha filha sonolenta e aí tirou a roupa dela e realizou o ato sexual”, conta a dona de casa.
A cunhada da vítima também confirma a violência. Ela disse que, após a saída do pastor, a vítima conversou e contou como o crime aconteceu. Ana Cristina reafirmou a existência do crime, com base no que lhe foi contado pela filha, e responsabilizou o pastor. “Ela disse que ele tinha ido lá (na casa da vítima) para ungir ela. Ele pediu para ela entrar no quarto, ficar deitada de bruços e foi ungir ela. Minha filha nem teve noção, já estava suja quando chegou em casa”, disse, relatando que Robério teria tirado a roupa dela, passado um óleo em seu corpo e consumado o estupro. O óleo, de acordo com a mãe, teria deixado a menina sonolenta.

“Eu estou com um lençol aqui, sujo com o esperma dele. Ela também ficou toda suja. Eu até estou com medo dela ter ficado grávida”, afirma a mãe.

A adolescente já realizou exames de corpo delito no Instituto Médico-Legal (IML), mas o resultado que pode comprovar ou não a existência do estupro ainda não ficou pronto. Apesar disso, Ana Cristina é categórica ao acusar o religioso e demonstra revolta ao falar do assunto. “Eu estou revoltada, indignada, muito triste com tudo isso. Acima de tudo, eu quero que prendam ele, que ele vá pregar lá dentro (da cadeia)”, dispara.
O Portal Infonet tentou conversar com o pastor, mas não obteve êxito. Ele apenas concedeu entrevista a uma emissora de rádio e, negando o crime, considerou a acusação “muito grave e preocupante”. Na entrevista, ele revelou que é pernambucano e que está há cinco anos desenvolvendo o trabalho de evangelização em Sergipe. Ele disse que não se pronunciaria para outros veículos de comunicação, que aguardará o pronunciamento da justiça e que estaria disposto a participar de todas as acareações e exames.
Na entrevista, o pastor revelou que há interesses ainda não esclarecidos de terceiros nas denúncias. “Nós vamos descobrir quem está por trás de tudo isso”, comentou. “Estou muito tranquilo, minha cabeça está erguida e se tiver que pagar algum preço, eu pago. Quem quiser acreditar, amém, quem não quiser acreditar que faça o próprio julgamento, minha vida está aí à disposição e os exames vão dizer se sou culpado, estou pronto para tudo”, resumiu.
O pastor revelou que ficará recolhido durante todo o período em que durar as investigações e que não pretende exercer qualquer influência nos procedimentos judiciais. Presidente da Assembleia de Deus Betel, o pastor entregou o cargo no final da manhã desta segunda-feira, 13, segundo informou o pastor Carlão, da igreja Shallon. Apesar de pertencer a outra congregação, o pastor Carlão nutre amizade pelo acusado e revelou que as denúncias são surpreendentes. O pastor Carlão revela que conhece o pastor Robério Lopes há pelo menos um ano e dois meses. “E nunca ele faltou com o respeito. Isso foi uma surpresa para todos nós”, comentou.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

PASTOR  da Igreja BATISTA É PRESO EM MORRO DO CHAPÉU ACUSADO DE ESTUPRO

Na tarde de quarta-feira (15) a Delegada  de Policia civil Dra Lucia Jansen  efetuou a prisão do pastor José Dias Junior da Igreja Batista  de Morro do Chapéu-BA, cumprindo um mandado judicial da comarca de Ariquemes/RO que acusa o religioso de ter cometido um estupro  naquela cidade. Segunda Dra. Lucia, o pastor teria lhe informado que ele não seria de fato culpado como aponta a justiça, e que o processo corria a revelia e que ele falhou em não se defender. O repórter Ribeiro Sousa da Rádio Brilhante FM entrevistou ao vivo o acusado nesta quinta-feira (16).  José Dias  declarou que falhou como líder religioso e como esposo ,ao cometer adultério. Ele disse que ao visitar a residência da mulher, ela teria começado a gritar e  lhe acusar de tentar estuprar-la.  Admitiu  o relacionamento, porém ressaltou que jamais houve consumação sexual. Em relação a sua ausência  na cidade de Ariquemes, disse que jamais fugiu e que por acreditar que o processo seria arquivado por falta de provas relaxou e não voltou a justiça para provar sua inocência.  Ele disse, jamais tentei me esconder, tenho minha vida pública, participei de eventos e até cheguei a divulgar meus telefones. “Peço desculpas a toda comunidade e aos meus colegas pastores”  Emocionado disse que tinha medo de perder o contato com o Filho e que  naquele momento se sentia perdido sem saber o que poderia lhe acontecer daqui para frete. Pediu para que todas as pessoas evangélicas orassem por ele e ressaltou mais uma vez que era inocente.
Pastor é preso por pedofilia enquanto ministrava culto em igreja evangélica (02 de Agosto de 2012)

Na noite desta terça-feira (31) a Polícia Militar de São Paulo prendeu o pastor José Leonardo Sardinha, enquanto ele ministrava um culto em uma igreja na Vila Alpina, zona leste da cidade. O pastor, que cumpria pena pelo crime de pedofilia, estáva foragido da justiça desde janeiro.
pastor cumpria pena no presídio de Tremembé por ter estuprado uma menina de 13 anos. …”
Foragido da justiça, o pastor Sardinha, como é conhecido, começou a atuar como pastor em um templo da Igreja Assembleia de Deus, onde acabou sendo preso.
De acordo com o Terra, o pastor estava sendo monitorado pelo departamento de inteligência da polícia há um mês, e nessa terça feira um grupo tático fez um cerco na igreja, onde recapturaram o pedófilo. Sardinha ainda tentou enganar os policiais, se apresentando com o nome do seu irmão, mas acabou sendo descoberto.
Preso, o pastor foi levado ao 56º Distrito Policial da cidade, de onde foi transferido para um presídio. FONTE: http://www.s1noticias.com/2012/08/pastor-e-preso-por-pedofilia-enquanto.html#axzz22XCzDeBs

Pastor bacharel em Teologia trabalhava como pedreiro e a noite violentava neta

A imagem acima mostra o Diploma de Teologia deste pastor pedófilo que foi filmado num flagrante enquanto abusava sexualmente de sua neta de 12 anos. Este Pastor Evangélico foi preso em Julho de 2012. Fazia palestras sobre a família, sendo ele mesmo um molestador.Vejam o vídeo até o fim quando ele é preso em flagrante!

===========================================

===========================================

Homem que se dizia Pastor é preso em Rondônia acusado de estupro


Homem que se dizia pastor evangélicoidentificado como Alcindo C.M., de 47 anos, pernoitou na residência de uma irmã de sua Igreja e, durante a madrugada, teria praticado abuso sexual contra o filho da irmã, um menino de apenas 5 anos. O pastor tentou atacar o menino de 12 anos, que acordou e se trancou no banheiro. Então, foi até o quarto da criança de 5 anos, onde consumou o abuso sexual. Ele passou óleo corporal na criança e em seguida introduziu algo duro no ânus da criança.
No dia seguinte, antes que a família percebesse algo, o pastor foi embora. Quando perceberam o que havia acontecido os familiares foram até a Delegacia e registraram a ocorrência policial. A polícia saiu em busca do pastor, mas não o encontou. Os policiais informaram que vários ‘irmãos’ da Igreja estavam acobertando o suposto infrator.
O acusado Alcindo apresentou-se juntamente com um advogado, na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente, mas como já havia um mandado de prisão em seu desfavor, ele recebeu voz de prisão e foi preso.
Outras pessoas foram indiciadas por favorecimento pessoal, por terem ajudado o pastor a esconder-se. fonte: impacto rondonia
====================================================
===================================================

Pastor é preso em SP suspeito de abusar sexualmente de uma menina

Irmã da vítima filmou ação e chamou a polícia; homem confessou o crime
Um pastor evangélico foi preso em flagrante suspeito de abusar sexualmente de uma menina na tarde de quinta-feira (5), em Guarulhos.
Marcos Antonio Ferreira é pastor da Igreja Assembleia de Deus e também trabalha como técnico de manutenção.

VEJA O VÍDEO deste caso também de JULHO DE 2012

Ele foi gravado abusando de uma criança enquanto consertava um eletrodoméstico. A imagem foi feita pela irmã da vítima e a polícia foi chamada. O homem confessou o crime.

========================================================================================================================================
Pastor EVANGÉLICO DA IGREJA BATISTA

Crianças são barradas de igreja onde pastor pedófilo prega

O que é mais fácil: afastar um pastor pedófilo ou proibir que crianças participem do culto? Uma igreja batista da Flórida (EUA) escolheu a segunda opção.
Sim, a igreja Christ Tabernacle Missionary Baptist em Jacksonvilledecidiu banir crianças dos cultos de domingoTudo porque eles são celebrados por Darrell Gilyard, um pastor que cumpriu pena por abusar sexualmente de uma menina de 15 anos.
Na entrada do templo: “Apenas adultos”.
Para garantir que crianças não participem do culto, a igreja contratou seguranças, segundo o “Guardian”. Os paroquianos ficaram revoltados. Muitos se reúnem do lado de fora da igreja para protestar toda vez que Gilyard ministra um culto.
========================================================================================================================================

QUARTA-FEIRA, 18 DE JULHO DE 2012

Jovem em retiro acorda apavorado com sexo oral do pastor

A cena é de causar arrepios. Um retiro de jovens, um tempo separado para Deus.  Após a oração e o habitual discurso em prol da moralidade e dos bons costumes, jovem vai dormir e acorda assustado com os carinhos do pastor em sua cama.

Pastor é preso sob suspeita de abusar de jovem em retiro

O pastor, que tem 63 anos e não teve o nome divulgado pela polícia, foi autuado em flagrante na delegacia de Itapecerica e deve ser transferido hoje para o Centro de Detenção Provisória do município.
Segundo a polícia, o pastor trabalha como porteiro e ministra cultos na periferia de Itapecerica. Ele alugou um sítio no bairro Jardim do Éden para passar o fim de semana com fiéis, a maioria crianças e adolescentes.
Na noite de sábado, após ocorrerem diversas atividades recreativas, todos se reuniram para o jantar na sede principal do sítio. A ceia acabou por volta das 22h, quando todos foram dormir.
Na madrugada, o pastor foi para o quarto onde dormiam alguns dos jovens e, segundo relatos deles, estava “atormentado”.
Uma criança de dez anos contou aos pais que o pastor chegou a mexer em seu cobertor, mas não foi além disso.
Já um rapaz de 17 anos disse a seus pais que, quando acordou, encontrou o pastor fazendo sexo oral nele. Os jovens chamaram seus responsáveis, que acionaram a Polícia Militar.
O pastor foi levado para a delegacia e indiciado sob suspeita de estupro. A reportagem não teve acesso ao pastor, e não conseguiu localizar seu advogado.

Preso no Ceará, pastor acusado de estuprar somente loiras será trazido para o PI

“Sousa” pregava em templos evangélicos sem deixar suspeitas
Segundo a polícia, Sousa usava em Teresina os nomes de Pastor Erivaldo, Pastor Eri Paulo, Marcos, Marcelo, Paulo Guilherme, entre outros. No Ceará, foi confirmado que o acusado pregou em igrejas evangélicas. No Piauí, há um caso de estupro registrado contra ele, além de golpes no comércio, em especial para obter notebooks. Acredita-se que, após sua prisão, novos casos de estupro serão denunciados.

sábado, 2 de junho de 2012

Pastor teria usado argumento ‘divino’ para abusar de meninas em Campo Grande

Posse sexual mediante fraude qualificada, crime praticado contra mulher virgem menor de 18 anos. Este foi o entendimento de policiais que atenderam uma ocorrência no bairro Nova Lima, em Campo Grande, onde o denunciado por estupro era um pastor de uma igreja evangélica no bairro Jardim Anache. De acordo com as duas vítimas ouvidas até agora, o pastor A.J.A. de 45 anos, usava argumentos ‘divinos’ para justificar seus atos.Umaadolescente de 17 anos que freqüentava a igreja Pentecostal do último Selo do Apocalipse, onde o homem que ela acusa de estupro era pastor. Ela relatou aos policiais que o homem a levou com outras mulheres para orar e depois ele a levou para casa, onde a jovem passou a noite e teve relação sexual com ele, segundo ela sem que ela quisesse.À polícia a adolescente disse que o pastor usou o argumento de que Deus tinha revelado a ele uma espécie de alerta para a jovem: ou ela praticava ato sexual com o pastor ou então ela seria recolhida, ou seja, morreria. A garota de 17 anos disse que foi até a casa do pastor, deixou que ele tirasse as roupas dela e praticasse o ato sexual, porém só fez isto porque anteriormente o pastor tinha feito revelações pra ela que se confirmaram. O ato foi sem preservativo de acordo com a jovem.O caso só veio à tona porque a patroa da jovem desconfiou das atitudes dela e passou a questioná-la. A adolescente acabou revelando a relação sexual com o pastor de sua igreja, mas que a fez por medo de morrer. Além disso, o silêncio dela também fazia parte da ‘visão’ que o homem garantiu ter recebido de Deus.A mãe da adolescente foi comunicada e comentou o caso com a mãe de outra jovem que freqüentava a igreja, de apenas 12 anos. A menina disse que o pastor usou o mesmo argumento para passar as mãos em sua genitália e seios, mas com ela usando roupas.A polícia militar foi acionada e o pastor preso quando andava pelo bairro Nova Lima. Ele foi conduzido para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) unidade centro onde prestou depoimento e depois liberado. A jovem de 17 anos que diz ter sofrido o abuso no sábado passado foi encaminhada para fazer exame de corpo de delito.ReaçãoNo dia da prisão do pastor um grupo de mulheres que freqüentam a igreja se reuniram no templo, que fica na Rua Elias Catan. Elas não conseguiam acreditar na possibilidade do pastor ter praticado os estupros. A informação é de uma vizinha que presenciou a cena.A vizinha, que prefere não se identificar, disse que a igreja está no endereço citado há pouco mais de dois meses. Ela mesma confessa que frequentou alguns cultos e que o pastor parecia uma pessoa com dom de pregação e revelações. Quanto ao crime, ela tem dúvidas. “Não dá pra saber. Pelo pouco que conheci parecia uma pessoa boa, mas a gente não conhece ninguém, na verdade. Já as meninas, hoje em dia estão muito assanhadas, mas não sei se é o caso dela (se referindo a de 17)”.De acordo com a vizinha da igreja, o pastor por várias vezes comentou que a esposa o abandonou e que ele ficou com a missão de cuidar do casal de filhos. Na noite de quinta-feira, um dia após a prisão do pastor, não houve o culto na igreja e nenhum obreiro apareceu por lá.O caso agora será investigado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).Fonte: Correio News

Cantor Frank Alden é preso em Rio Branco acusado de pedofilia

Lane Valle

Da Redação

Divulgação
BAIXAR IMAGEMAMPLIAR IMAGEMAmpliar imagem
FRANK Alden foi indiciado por estupro de vulnerável e já se encontra no presídio Francisco de Oliveira Conde, onde ficará à disposição da Justiça
O cantor evangélico Francisco Aldemar da Silva Oliveira, mas conhecido como “Frank Alden” foi preso na última terça-feira, sob acusação de abusar sexualmente de crianças com menos de 13 anos de idade.
Frank vinha sendo investigado pela Polícia Civil há cerca de um ano, depois de denúncias de que ele aliciava menores para fins sexuais em Rio Branco. Junto com o acusado, a polícia encontrou vídeos caseiros e diversos materiais pornográficos envolvendo crianças.
FRANK Alden foi indiciado por estupro de vulnerável e já se encontra no presídio Francisco de Oliveira
Conde, onde ficará à disposição da Justiça
De acordo com as autoridades policiais, o cantor se aproximava das crianças com uma conduta amigável para conquistar a confiança delas. Para aliciá-las, Frank Alden exibia vídeos pornográficos para iniciar os abusos.
O cantor evangélico foi indiciado por estupro de vulnerável e já se encontra no presídio Francisco de Oliveira Conde, onde ficará à disposição da Justiça.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Missionário de igreja evangélica é acusado de abusar de menores durante retiro

Por volta das 15hs de segunda-feira (18) a guarnição da Base de Patrulhamento Comunitário 04, composta pelos policiais militares Anderson, J. Barros, P. Roberto e Ezequiel deslocaram-se a 12ª Rua do Setor 11 atender a uma ocorrência de tentativa de estupro.Chegando ao local entrou em contato com a mãe da vítima F.C.O, 15 anos, a qual relatou que há aproximadamente 30 dias atrás, aconteceu um retiro espiritual da igreja “ Deus é a Verdade”, onde a menor participou.Segundo a menor a mesma participava do retiro espiritual, quando Antonio Nilson Freitas do Nascimento, que se identifica como missionário da Igreja Internacional “Fogo e Poder”, começou a assediar sexualmente as meninas menores que participavam do retiro entre elas a menor F.C.O, que afirmou Antônio durante o referido retiro se aproximou dela e começou a tentar convencê-la a ter relações com o mesmo, como não satisfeito o mesmo veio a passar a mão primeiramente na mão da menor e posterior no órgão sexual da mesma, de forma a acariciar.A menor informou que assustada e com muito medo não o denunciou antes, informou também que depois do fato ocorrido, Antônio tentou continuar a ter algum contato com a mesma através de telefonemas convidando a mesma para dar “uma voltinha”, com a intenção de manter relação sexual.A menor informou ainda que não foi a primeira menina da igreja com quem o Antônio tentou manter relação, que durante o referido retiro espiritual e também na igreja onde os mesmos frequentam, Antônio tentou assediar algumas meninas, tendo feito relação sexual com uma delas.Na tarde desta segunda-feira (18) Antônio na compania de Francisco Antonio Leite de Almeida, 37 anos e Wanderson Maia Pereira, 23 anos se dirigiram ao local supra citado, onde o genitor da vítima estava trabalhando, para conversar e tentar resolver a situação, quando dado momento Antônio veio a ameaçar o genitor da vítima, dizendo que ele tomasse cuidado porque não sabia com quem estava mexendo e que o mesmo já foi bandido e sabe como resolver a situação caso o mesmo o denunciasse.Segundo informações prestadas pelos mesmos e constadas na ocorrência policial de número 2890-2012 na 2ª Delegacia de Polícia Civil de Ariquemes neste domingo (17) houve na igreja onde todos frequentam “Deus é a Verdade”, uma reunião para resolver a situação e abafar o caso para não sair de dentro da igreja, onde o pastor responsável propôs a todos que ficassem calados e resolver a questão dentro da igreja.Diante dos fatos todos os envolvidos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Ariquemes para medidas cabíveis.DA REDAÇÃOSalientamos aos leitores que este é um fato isolado, a Igreja “Deus é a Verdade” aqui mencionada, como as demais igrejas nada tem a ver com o caso, que como em qualquer outra instituição existem pessoas boas e ruins e infelismente estas pessoas ruins, sendo a menoria sujam o nome da instituição que tem como objetivo pregar a palavra de Deus e salvar vidas.Fonte: Em Rondônia
OBS DO AUTOR DO BLOG TNMD :  FATO ISOLADO? SERÁ? A COISA TA FICANDO MUITO COMUM NO MEIO EVANGÉLICO. TODA SEMANA EU VEJO UM CASO OU DOIS.
 Fonte: Folha
========================================================================================================================================

Junho de 2012

============================================================

 =====================================

========================================================
========================================================
Segunda-Feira, 21 de Maio de 2012 as 13:01
Compartilhar no Orkut
Pastor é acusado de estuprar menina de 13 anos, que revela: ele dizia que violência era ‘mandado de Deus’Pastor é acusado de estuprar menina de 13 anos, que revela: ele dizia que violência era ‘mandado de Deus’ (Foto arquivo internet)
Um pastor evangélico está sendo acusado de estuprar uma adolescente de 13 anos de idade. Ele deveria ser ouvido na manhã desta segunda-feira (21), pelo delegado da Polícia Civil, Nélio Carneiro, na Delegacia de Mangabeira (9ª DD), em João Pessoa.
O acusado não compareceu à delegacia conforme solicitação feita pelo delegado. Estiveram presentes para depor os pais da vítima, parentes, amigos e outros integrantes da igreja.
Durante a investigação do caso, a autoridade policial ouviu várias testemunhas, entre elas outro pastor evangélico. Há informações de que a vítima de 13 anos de idade fazia parte da mesma congregação do homem acusado.
Em seu depoimento, a jovem contou ao delegado Nélio Carneiro que foi estuprada pelo pastor Germerson por cinco vezes, dentro da casa dele.
Ela disse que o acusado alegava que a prática do abuso era um “mandado de Deus”.
O delegado Nélio Carneiro disse que vai convocar o pastor mais uma vez para que ele preste depoimento sobre as acusações. Caso não compareça será levado para a delegacia pelos policiais.
O pastor Germerson é presidente do Grupo de Jovens de uma igreja evangélica que está localizada no bairro do Valentina Figueiredo, em João Pessoa.
Portal Correio
===============================================
===============================================
Eu não poderia deixar de postar nesta galeria :

PASTOR MARCOS PEREIRA DA ADUD É ACUSADO DE ESTUPRO PELA EX-MULHER


O pastor Marcos Pereira da Silva da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias foi acusado pela sua ex-mulher de tê-la abusado sexualmente, segundo informações do Extra.
Ana Madureira da Silva, de 58 anos, em seu depoimento à Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), disse que enquanto morou com Marcos Pereira teria feito sexo “à força” em um momento da relação.
[Ele] entrou em casa, trancou as portas e fez sexo à força”, afirmou Ana Madureira, segundo a publicação.
A ex-esposa do pastor fez o depoimento para o inquérito que apura as acusações do coordenador do Afroreggae José Junior contra Marcos Pereira sobre envolvimento com o tráfico de dorgas.
Marcos Pereira é investigado por envolvimento em tráfico de drogas, além de pedofilia e agressão. Ele é ainda suspeito de ter estuprado a mulher de seu antigo homem de confiança, o pastor Rogério Menezes, que abandonou Marcos em 2008.
A mulher de Rogério prestou o depoimento naDcod.
Sobre seu envolvimento com drogas, Marcos Pereira é apontado como lucrando com a relação com o tráfico de drogas. Segundo denúncias publicadas na revista Veja em março, ele cobraria até 20 mil reais dos bandidos para pregar em favelas dominadas pelo crime. A prática teria sido denunciada por ex-traficantes que foram presos no sítio que é propriedade de ADUD.
O pastor se defendeu das acusações, alegando que elas são “desprovidas de lógica e provas”.
Esta acusação beira as raias do absurdo. Nunca recebi nenhum tostão oriundo do tráfico de drogas ou produto de qualquer atividade ilícita”, disse ele na época.
Os depoimentos com as acusações de Ana Madureira serão encaminhados para as Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam).
FONTE: CHRISTIANPOST

(18/05/2012)

PROCURADO POR ABUSO SEXUAL, PASTOR EVANGÉLICO da Assembléia de Deus SERGIO BENITO GONZALES SAEZ, 69 ANOS É PRESO NO PARANÁ

Uma operação comandada pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) em conjunto com policiais da Divisão de Capturas do Estado de São Paulo prendeu, na manhã desta terça-feira (22), pastor evangélico da Igreja Assembléia de Deus, Sergio Benito Gonzales Saez, 69 anos, acusado de atentado violento ao pudor. De acordo com a polícia, ele é suspeito de abusar de crianças no interior de São Paulo e estava sendo procurado pela Justiça desde 2007. (Quando ainda era Pastor na ativa a mais de 20 anos!)
De acordo com o investigador da Divisão de Capturas, Marcelo Rosa Pinto, as investigações tiveram inicio há dois meses. A polícia monitorava o suspeito quando foi descoberto que ele morava em Curitiba desde 2008, estava aposentado e que sua residência era no bairro Cajuru.
A partir destas informações, a polícia paulista solicitou o apoio do Cope para efetuar a prisão de Sergio. Na segunda-feira (21), ao chegar na casa, foi constatado que o suspeito havia se mudado no dia anterior para o bairro Santa Cândida. Pelas mudanças rotineiras de residência a polícia acredita que Sergio possa ter cometido crimes em Curitiba.
Segundo o delegado-titular do Cope, Alexandre Macorin, o pastor responde a inquéritos e processos na cidade de Itaberá (325 quilômetros da capital paulista) por atentado violento ao pudor contra crianças em 2007. Sergio é chileno naturalizado no Brasil e morou em São Paulo, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e Goiás. Depois de passar por exames para coleta de material genético o suspeito será levado para São Paulo, onde ficará à disposição da Justiça.

Polícia do Distrito Federal prende pastor sob acusação de pedofilia

pastor José Roberto Gois
Gois foi denunciado
por uma mãe
VEJA O VÍDEO
A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu nesta quinta-feira (17) o pastor José Roberto Gois (foto), 36, da Igreja Evangélica Renovada, sob a de acusação de abusar sexualmente de pelo menos duas crianças e uma adolescente de Águas Lindas (GO).
O número de vítimas pode chegar a mais de dez, segundo a polícia. O pastor nega que tenha praticado a violência.
A polícia começou a investigar Gois após ele ter sido denunciado pela mãe de um menino de 4 anos. Uma menina de 8 anos teria começado a sofrer o abuso quando tinha 2 anos. A terceira vítima tem 14 anos.A delegada Valéria Martirena informou que o pastor tinha em seu computador fotos de adolescentes tiradas porele.Havia também, na casa do evangélico, DVDs infantis que ele usava para atrair os filhos dos fiéis.
Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/05/policia-do-distrito-federal-prende.html#ixzz1vGEPoiOU
Reprodução deste texto só poderá ser feita com o crédito e link da origem.
Diácono da Quadrangular é preso em flagrante por molestar garota
Religioso foi autuado por
estupro de vulnerável
A Guarda Municipal de Sorocaba (SP) prendeu ontem (10) Jaime da Silva (foto), 59, diácono da Igreja do Evangelho Quadrangular, ao ser flagrado dentro do seu carro tendo relações sexuais com uma garota de 14 anos. Ela estava nua no banco traseiro e Silva, sem camisa.
A garota contou aos guardas que vinha sendo molestada havia um ano. Disse que era abordada no caminho da escola e que o diácono exigia sexo oral. Ela foi examinada pelo IML (Instituto Médico-Legal).
Após prestar depoimento na Delegacia de Defesa da Mulher, Silva foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para a Cadeia Pública de Pilar do Sul, onde ficam os acusados da região de crimes sexuais.
Os pais da garota afirmaram que Silva frequentava a sua casa e que não tinham nenhuma suspeita dele por se tratar de um religioso.
Pastor em Franca acusado de molestar 8 meninas

Pastor Evangélico da Assembléia de Deus abusava de crianças em Curitiba


Pastor Evangélico Geraldo Pereira Nunes
Abusou de 3 meninas e um menino, 69 anos, fugiu de Curitiba para manaus, após ter prisão decretada. Continuava participando de pregações na Igreja. Três de suas vítimas (filhos de fieis de sua “igreja”) tem apenas 9 anos. Foi preso emJaneiro de 2012 em cumprimento a mandado de prisão expedido pela 12º Vara Criminal do Paraná, no bairro Cidade Nova, na zona norte de Manaus. Veja vídeos relacionados

Presbítero da Assembléia de Deus paga R$ 2 para abusar de menina de seis anos

27 de Fev. 2012

O acusado ofereceu R$2 para poder tocar o corpo da criança que foi até sua casa entregar um dinheiro que sua mãe lhe devia

Na segunda-feira (27 de Fev. 2012) moradores da Vila de Santa Tereza, em Belford Roxo, Rio de Janeiro, foram surpreendidos com uma denúncia de abuso sexual praticado por um dos moradores mais antigos que era muito respeitado por ser presbítero daAssembleia de Deus do bairro.
Franezio Eleotério de Oliveira, 79 anos, pagou R$2 para abusar de uma menina de seis anos. Ao ser pego em flagrante o homem foi levado para a Delegacia Especial de Atendimento Mulher (Deam) sob acusação de estupro de vulnerável.
Tudo aconteceu na tarde da segunda, quando a menina foi até a casa do presbítero para pagar uma dívida de R$10 a pedido de sua mãe. Segundo relatos, quando a garota entrou na casa de Oliveira ele estava deitado na cama e oferece R$2 para que a garota levantasse a blusa e deixasse ele tocá-la.
Quando voltou para casa com o dinheiro a mãe da menina perguntou como ela conseguiu aquele valor e ela contou que foi um presente do irmão Franezio. Desconfiada, a mãe foi até a casa do presbítero e no meio do caminho a criança começou a chorar e contou a história.
De acordo com o jornal Extra a mãe da menina chegou a pegar uma faca para tentar matar o abusador. “Cheguei a pegar uma faca em casa. Quase fiz uma besteira, mas consegui colocar a cabeça no lugar e liguei para a polícia”, disse a dona de casa.
A menina foi submetida a exames periciais e foi confirmado que houve abuso. “Não houve conjunção carnal, mas houve um ato libidinoso”, disse a delegada Soraia Vaz de Sant’Ana da Deam. Na terça-feira a garota ainda se queixava de dores no local, que estava roxo.
Na delegacia, Oliveira confessou o crime e admitiu que caso a mãe da criança não o denunciasse ele ficaria impune. “Se a mãe não denunciasse, eu ficaria impune e agiria como se nada tivesse acontecido. Ela é uma criança e sei que o que fiz foi errado. Mas confio em Deus para que eu nunca mais faça isso”, disse.
Os moradores de Vila Santa Tereza ficaram assustados e custaram a acreditar no fato, já que além de ser presbítero o homem tinha grande credibilidade no bairro. “Ele era uma pessoa prestativa, que nunca tinha feito mal a ninguém. Fiquei chocada”, afirmou a doméstica Maria do Carmo Valentim Souza, de 50 anos.
Mas a acusação fez com que outra vítima de Franezio tomasse coragem para denunciá-lo. Viviane Vasconcelos Santos, de 18 anos, disse que há três anos foi até a casa do presbítero com uma amiga e que ele tentou passar a mão em seu corpo.
“Ele alisou minhas pernas. Aí, dei dois tapas na cara dele e saí de lá. Só não contei nada na época porque fiquei com medo que o meu pai fizesse uma besteira”, conta a jovem.
Pastor evangélico Batista é acusado de pedofilia no DF (Janeiro de 2012)

Pastor Batista

Um pastor evangélico da Igreja Batista acabou preso ontem suspeito de estuprar dois meninos de 8 e 11 anos.
Josuel Gonçalves de Sousa, 45 anos, atuava na Igreja Batista Pentecostal, em Vicente Pires. Ele negou que tivesse violentado as crianças, mas a polícia não tem dúvidas das acusações e acredita que novos casos surgirão nas próximas semanas.
O homem teria abusado dos garotos pelo menos cinco vezes em 12 meses. Agentes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) investigaram o religioso por cerca de 120 dias. A detenção ocorreu na casa dele, na QE 24 do Guará 2, por volta das 7h.
Por volta das 11h de ontem, o delegado adjunto da DPCA, Rogério Borges ouviu o pastor e a mulher dele. Ela foi liberada em seguida, mas a polícia pediu a prisão preventiva do acusado, que deve permanecer preso até o julgamento. Na casa do suspeito, os policiais apreenderam computadores, CDs, DVDs e uma máquina fotográfica. Além dos abusos, ele teria exibido filmes pornográficos para as crianças. O equipamento foi encaminhado para a perícia. “Vamos aguardar o laudo do Instituto de Criminalística. O acusado ficará na carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE).”
“De forma técnica e científica, chegamos a essa lamentável autoria. Um líder religioso praticou estupro contra crianças. É um recado que eu quero deixar para os pedófilos. Eles terão, em Brasília, endereço certo: a penitenciária Papuda. Se algum outro garoto foi molestado, peço aos pais que venham à DPCA. Vamos apurar cada denúncia”, garantiu o diretor da DPE.

Pastor de igreja evangélica é acusado por abuso sexual

Pastor brasileiro acusado em Portugal de pedofilia foge para o Brasil
Mirada é da
Assembleia de Deus
As autoridades portuguesas informaram que o pastor brasileiro Celso Miranda (foto), 43, da Assembleia de Deus, fugiu para o Brasil por estar sendo acusado de abusar sexualmente de um adolescente de 13 anos.
O pastor teria violentado o rapaz durante aulas de músicas na igreja de Odivelas, uma cidade de 154 mil habitantes da Grande Lisboa.
A imprensa portuguesa noticiou que o padrasto do rapaz, quando soube do abuso ao final de junho, procurou o pastor na igreja para “fazer justiça com as próprias mãos ”, mas não o encontrou porque ele já teria fugido.
De acordo com a PJ (Polícia Judiciária), Miranda saiu de Portugal rumo à Espanha e de lá foi para o Brasil.
As autoridades portuguesas pediram a ajuda da Polinter (Polícia Internacional) e do Brasil para a captura do evangélico p

Preso  pastor acusado de estuprar enteada de 13 anos

Continuava pregando na Igreja e violentava enteada de 13 anos. Sebastião Cláudio da Silva Pastor Evangélico em PACAJUS no Ceará.
VEJA VÍDEO SOBRE ESTE ESTUPRADOR pregador ativo na Igreja Evangélica preso após ser identificado Se não fosse, estaria pregando até hoje! (clique aqui
Pastor acusado de levar criança para matagal é da Assembleia de Deus
O pastor Dionísio da Silva Mattos (foto), 57, preso em Magé, na Baixada Fluminense, sob a acusação de ter abusado de uma menina de 12 anos, é da Assembleia de Deus, a maior denominação pentecostal do Brasil.
Mattos teria usado um pacote de biscoito e R$ 1 para atrair a criança para um matagal. Ele foi pego pela polícia na sexta-feira (1) quando saia de sua casa em um Astra.
O pastor foi denunciado à polícia por familiares da menina. Eles apresentaram uma testemunha que afirma ter visto o pastor ter saído do matagal com a menina.
A menina foi submetida a um exame médico para a confirmação do abuso. A Polícia Civil de Magé informou que, após a prisão, o pastor foi denunciado por outras vítimas.
Até agora, nenhum representante do pastor procurou a imprensa para dar a versão dele. A Assembleia de Deus também não se manifestou.
Em março, na cidade paulista de Franca, um pastor da mesma denominação foi acusado de ter violentado pelo menos 8 adolescentes filhas de fiéis.
Uma adolescente disse que Daniel Paulino de Souza, 32, tentou tirar a roupa dela em um quarto que tinha sido trancado por ele. À polícia, ele alegou ter “conhecimentos médicos” e que sua intenção era examinar a menina.
No Brasil, a Assembleia de Deus tem mais de 22 milhões de fiéis. É a maior AD do mundo.
Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2011/07/pastor-acusado-de-levar-crianca-para.html#ixzz1vGNfwcc9
Reprodução deste texto só poderá ser feita com o crédito e link da origem.

Pastor Evangélico é acusado de abusar sexualmente de mais de 40 meninos.

Isto se deu em  Duque de Caxias-RJ, onde este Pastor criou o grupo “Mocidade com este objetivo” disse o delegado.
Abaixo a foto do Pastor Evangélico ADRIANO DIAS COSTA, de 28 anos de idade.

Começa julgamento de Aldo Bertoni acusado de abusar sexualmente de fiéis

O fundador da Igreja Apostólica tem sido investigado pela polícia desde 2009 quando a primeira acusação apareceu
Na manhã da última segunda-feira (27 FE. 2012) iniciou o julgamento do pastor Aldo Bertoni, 85 anos, que foi acusado de abusar de dezenas de fiéis oferecendo cura de doenças em troca de sexo.
Líder da Igreja Apostólica, uma seita que ele fundou para adorar a si mesmo, ele tem sido investigado pelo Ministério Público desde 2009 quando uma das vítimas teve coragem de denunciar o líder religioso para a polícia.
Antes de começar o julgamento dezenas de pessoas foram até o Fórum Criminal da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, para protestar contra Aldo Bertoni. Os cartazes o acusavam de “abusador”, e também pediam  a condenação de quem teria abusado de muitas mulheres.
Para os frequentadores da Igreja Apostólica, o irmão Aldo, como é chamado, é praticamente um santo e por esse motivo é que muitas das vítimas tiveram medo de contar sobre os abusos. Muitas delas esperaram anos para poder denunciar o líder uma vez que não tinham como convencer seus familiares de que ele teria abusado sexualmente delas.
Os abusos, segundo relatos, aconteciam em uma sala onde Aldo Bertoni recebia os fiéis para orações. Relatos dizem que ele trancava a porta e molestava as mulheres dizendo que os toques e carícias iriam curá-las.
ALDO BERTONI – DECRETADA PRISÃO DESTE PASTOR SAFADO VEJA NOVÍDEO

Relatos de pedofilia entre as Testemunhas de Jeová são algo raro.

Existe casos de pedofilia no meio do povo de Jeová? Sim, mas são pouquíssimos estatisticamente falando.

 Infelizmente porém muitos Evangélicos e outros opositores das Testemunhas, inventam, manipulam dados fantasiosos e criam mentiras que são repetidas todo tempo na internet.

Quero deixar bem claro que em comparação com a maioria dos Evangélicos, os que vivem postando esse tipo de difamação visando denegrir as Testemunhas de Jeová são apenas uma minoria. Não estou generalizando! Quase sempre tais invenções são exageros baseados em alguns poucos casos conhecidos entre as TJ ou até mesmo num vazamento de informações relacionados a casos judicativos internos das Testemunhas de Jeová que chegou no ouvido de opositores. Juntam os números totais e os repetem exaustivamente na internet.

A fim de darem a falsa impressão de que é algo “pandêmico”. Para ver como isso é assim, em ferramentas de busca ao digitar a frase “pastor pedófilo” ou “Evangélico pedófilo” aparecem dezenas ou mesmo centenas de casos somente aqui no Brasil! Referindo-se as Testemunhas de Jeová, o que aparece são páginas e mais páginas com acusações; casos concretos são distantes ou raros. Não achei um caso sequer aqui no Brasil. Dá pra perceber claramente que os que vivem dia e noite trabalhando na internet a fim de difamar as TJ fazem muito barulho e “plantam” páginas com a intenção sádica de dar uma impressão irrealista a partir de poucos casos. Houve até mesmo alguns poucos casos que foram veiculados em TVs internacionais apenas para difamar as Testemunhas de Jeová. Algo acolhido com prazer pela comunidade religiosa em vista da diferença teológica que existe entre eles (trinitários) e as Testemunhas de Jeová (monoteístas). Certo livro em Inglês estampa em sua capa a frase: “5.000páginas de relatos de pedofilia” se referindo as TJ! Recentemente recebi um e-mail dum opositor das TJ no qual ele cometeu o erro grave de citar tal livro em Inglês , e pensando que eu não havia visto tal livro antes, me disse que eram 5.000 “casos” de pedofilia. E não 5.000 “páginas” de relatos referentes a estes supostos delitos. Se deu mal quando eu lhe alertei de que ele estava inventando ao mesmo tempo que repetia estereótipos contra as TJ!

 O que muita gente não percebe, é que os que divulgam tais casos são na maioria, antagonistas religiosos ou pessoas que foram desassociadas por conduta não cristâ; e as TJ seguem a risca a orientação de 1 Corintios 5 onde diz “nem sequer comendo com tal homem”. Eles muitas vezes, nutrindo um ódio semelhante ao de Satanás que foi “desassociado” da Organização invisivel de Jeová, imitam o pior inimigo de Jeová.Um magistrado ou Juíz, como também a imprensa, deveriam ser cautelosos ao ouvirem este tipo de gente. Mesmo que apresentem dados aparentemente reais para tentar reforçar suas críticas. Devem notar que o objetivo principal dos opositores das TJ não é um amor pela moral e valores familiares (algo claramente evidente no meio das TJ) mas sim ódio e divergências religiosas. Para se ter uma idéia encontrará ataques diretos contra as TJ com acusações semelhantes, em sites de  desafetos das TJ. Blogs produzidos com a intenção máxima de denegrir, ridicularizar ou difama-las a todo custo. Fóruns, sites e blogs de opositores majoritariamente, repito, religiosos. Isto é altamente suspeito, para se dizer o mínimo. A imprensa irresponsavel ou religiosamente tendenciosa bem como outros blogs e sites comuns da mídia local, podem muito bem “acolher” tais críticas, a despeito de sua verificabilidade e imparcialidade. Isto é um problema. Na verdade estão falando “todo tipo de coisa iníqua” contra as TJ.

Qual é a política das Testemunhas de Jeová referente a este assunto?


A pergunta que surge porém é…Onde está o Verdadeiro “paraíso da pedofilia” ? Os relatos nesta página nos mostram que as Testemunhas de Jeová não deviam ser motivos de preocupação alguma neste sentido…mas antes, os religiosos de outras denominações citados nesta página…Lamento ter que postar isso como resposta aos que vivem na internet acusando de modo calunioso as Testemunhas quando a pedofilia corre solta no seu meio.

É evidente também que a Igreja Católica se torna uma preocupação menor neste assunto de pedofilia se observarmos os números e infindáveis relatos de  casos de pedofilia todos os dias no meio evangélico, conforme é atestado aqui nesta página por meio de documentação visual e testemunhal.Estes poucos evangélicos que ficam colocando a lupa em alguns casos no meio das TJ a fim de denegri-las e difama-las ao máximo, deveriam se preocupar com os casos pandêmicos de pedofilia e corrupção no meio Evangélico.

Já vou adiantar aqui uma denúncia. Alguns ex membros das Testemunhas de Jeová, ao serem desassociados lá nos Estados Unidos, e por serem membros internos a quem se confiava documentos, tiveram acesso a relatos de abusos de menores no meio das TJ conforme revelado em relatórios internos da Organização. De posse destes dados, eles publicaram a tais e hoje é bem possível que apresentem estes casos em longas listas a fim de darem a impressão de que os números são “gigantes”. Esse tipo de material é o efeito lupa e claramente disseminação de ódio religioso, uma vez que no dia a dia de qualquer comunidade, é realmente raro tais casos entre as TJ. Eu pessoalmente andei várias partes do Brasil e JAMAIS ví um caso sequer de pedofilia entre eles. Não estou dizendo que não existe. Mas que é realmente raro.  Furtar ou disseminar uma lista de registros internos da organização é algo que me lembra o texto da bíblia onde diz que “o caluniador (grego: diabolos)está revelando palestra confidencial”. Outro ponto importante a salientar é que as TJ não encobrem casos de forma alguma. Apenas evitam tomar ação contra alguém sem evidência clara. Uma vez que estas evidencias se tornem claras, aquele que as oculta é removido da associação. Não adianta tentar provar que no meio das TJ se tolera pecados graves. Apesar disso alguns sites e páginas na internet usam um sistema de “pesca” quase que implorando para que alguém em alguma parte faça alguma denuncia deste tipo.Não precisei de esforço algum para encontrar bem perto de onde moro alguns casos no seio da Cristandade.Por experiência posso afirmar com certeza que o lugar onde encontrei a moral mais elevada no meio deste mundo alienado de Deus é no local onde se congrega o Povo de Jeová.

PASTOR PEDÓFILO EVANGÉLICO ASSEMBLÉIA DE DEUS ESTUPRA CRIANÇA 10 03 2011
Um crime bárbaro chocou a população da cidade de Inhumas nesta última semana, durante o feriado de carnaval o pastor Cícero Lima de Moraes, da Assembléia de Deus Ministério Anápolis, foi preso acusado de estuprar um garoto de 12 anos, e no decorrer das investigações e depoimentos o menor afirmou que os abusos começaram a cerca de doze meses.

Acusado de pedofilia enquanto era Pastor nos Estado Unidos mostrado no Fantástico se entrega à polícia no Rio

Pastor preso em Santa Catarina por abusar sexualmente de dois fiéis!
Pastor a 8 anos ameaçou de morte caso fosse denunciado.

Vídeo

PASTORES ABUSAM DE MAIS DE 400 CRIANÇAS

Este caso envolve a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos dias

Vídeo

Pastor é acusado de estuprar menina de 13 anos, que revela: ele dizia que violência era ‘mandado de Deus’

Flagra Pedofilia na Igreja : Pastor é preso quando estuprava menina de 13 anos.

Pastor mentiu para a família da garota dizendo a levaria para uma vigília na capital baiana.
O pastor da Igreja Universal preso em flagrante tendo relações sexuais com uma adolescente de 13 anos dentro de um carro será indiciado pelo titular da 20ª Delegacia (Candeias), Osman Ordello Guimarães, pelos crimes de estupro vulnerável e rapto.Alex Santos Gouveia era pastor da IURD de Candeias, Região Metropolitana de Salvador, mas foi transferido há poucos meses para a central, no Caminho das Árvores, na capital baiana. O acusado foi encontrado sem camisa dentro do veículo com a menina que estava seminua, deitada no banco da frente, por um agente da Polícia Rodoviária Estadual (PRE).’A garota estava praticamente nua com um short curto e um top. O vestido estava no banco de trás. A vítima chegou a passar por exame no DPT, mas ela confessou que estava tendo relações sexuais com Alex há três meses’, disse o delegado. A adolescente se considerava namorada do pastor que é casado.Ainda de acordo com o titular da 20ª DP, a menina teria mentido para a família e não disse que iria à Salvador. ‘A menina falou para a avô que ficaria na casa da mãe que mora em Madre de Deus. Já Alex disse no depoimento que levaria a jovem para uma vigília – ele também foi pastor da Igreja que a menina frequenta. A mãe e a avó da garota não tinham conhecimento do fato’, informou Guimarães.O carro estava estacionado na estrada que liga Candeias a Salvador e quando o agente da PRE perguntou quem era a garota, Alex disse que era uma sobrinha. ‘Quando o policial pediu a identidade da menina e perguntou o nome dela e dos pais, ele não soube responder e se entregou’.O acusado também será indiciado por rapto porque os responsáveis não tinham conhecimento da situação.
Read more: http://escandalosdoreino.blogspot.com/2010/10/flagra-pedofilia-na-igreja-universal.html#ixzz1KxgG8XRq
Foz do Iguaçu – 18/08/2012 09h49 – Atualizado em 18/08/2012 09h59

Pastor é preso acusado de pedofilia

Vídeos de sexo explícito envolvendo crianças foram encontradas no computador

Redação catve.tv/Cascavel
Um pastor que não teve o nome revelado foi preso na noite de sexta-feira (17), emFoz do Iguaçu acusado de pedofilia.O suspeito foi denunciado por um técnico de informática que realizava a manutenção do computador do suspeito.Noequipamento foram encontrados vídeos com pornografia infantil, com cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes.A Polícia Civil informou que o acusado foi autuado pelo crime do Artigo 341B, do Estatuto da Criança e do Adolescente, por armazenar imagens de crianças em sexo explicito ou pornográficas.As imagens teriam sido baixadas da internet.O homem pagou fiança no valor de R$ 1.200,00 e vai responder em liberdade.
Este deve estar por ai procurando vítimas!

 Pastor é preso acusado de pedofilia

PRESO PASTOR PEDÓFILO

Antônio Hilário Filho, da igreja Nova Jerusalém, foi preso sob acusação de ter abusado de pelo menos oito garotos A pequena cidade de Marcelândia (MT) fica a 253 km de Cuiabá e tem 14 mil habitantes. Ficou sem delegado de polícia durante 5 anos e, por isso, era uma terra sem lei, lugar ideal para a ação de ladrões, traficantes, estupradores e assassinos. Na igreja Evangélica Nova Jerusalém, comandada pelo pastor Antônio Hilário Filho, de 53 anos, 85% dos membros que freqüentavam os cultos eram crianças e adolescentes. O líder espiritual mantinha dois times de futebol e uma banda de música. Na cidade, comentava-se que essas eram as formas de atrair as vítimas. Mas apenas no sábado (20), o que era desconfiança se confirmou: Hilário foi preso na casa dele depois que a polícia ouviu depoimentos de três crianças que sofreram abuso do pastor. O delegado Luiz Henrique de Oliveira, que chegou em Marcelândia há 3 meses e já prendeu 12 pessoas, deteve, preventivamente, o religioso. Dias depois, Hilário confessou, segundo o delegado, ter abusado de oito garotos. “Nem podemos afirmar o número certo de vítimas. Devem surgir novos casos ainda. Todos são meninos e alguns passaram 2 anos sendo abusados pelo pastor. O mais velho tem 15 anos”, relata o delegado. Além de pedófilo, Hilário costumava também caçar animais silvestres. Convidou um garoto para caçar com ele e, no local, usou a espingarda para ameaçar a vítima. “Parece que foi só dessa vez que ele usou arma ou algo assim. Em geral, persuadia os meninos com presentes, como celulares, e com a lábia mesmo. Era uma referência para os jovens da cidade. Afinal, aqui não há espaços para lazer, cultura e esportes, por isso, os adolescentes vão para a igreja. Lá tinha música, futebol”, explica o delegado. Hilário não nasceu em Marcelândia, mas mora na cidade há muitos anos. Um dos primeiros casos de abuso relatado pelos menores aconteceu em 1995.
Policiais da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), prenderam o pastor pedófilo, Edson Alves(foto), de 40 anos, durante uma ação na favela do Mandela, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio, nesta quarta-feira.De acordo com delegado titular da DPCA, Marcos Cipriano, ele foi preso em uma Igreja e não reagiu. As investigações começaram há cerca de um ano, quando pais de crianças que frequentam o local procuraram a DPCA.A Polícia informou ainda que o religioso levava os menores para casa depois do culto de sexta-feira a noite. Ele argumentava que levaria as crianças, no sábado de manhã, para igreja.Na casa dele a polícia encontrou CDs e DVDs, roupas íntimas infantis e papelotes de cocaína. Entre os documentos apreendidos está a carteira de trabalho. A última anotação é de uma obra do PAC, onde o pastor trabalhou até fevereiro deste ano.Segundo a polícia, a igreja onde o pastor trabalhava estava fechada e as buscas, que contaram com o apoio de um helicóptero, levaram os agentes até a casa onde se encontrava o suspeito.O pastor vai responder por estupro de vulnerável. As vítimas, todas do sexo feminino, fizeram exame de corpo de delito e psicológico. A operação policial contou com cerca de 40 agentes.DenúnciaEdsonAlves foi denunciado pelos pais de duas meninas de doze anos, mas a polícia acredita que o número de vítimas pode ser bem maior. Ele era pastor há seis anos na igreja e usava o cargo para atrair as crianças.Ele oferecia lanche depois dos cultos e pagava R$ 20 às vítimas para que não denunciassem os abusos. O pastor confessou informalmente a polícia, mas durante entrevista aos jornalistas negou as acusações.Ele disse que as roupas íntimas infantis encontradas na casa dele pertencem à mulher. Ele já tinha sido preso em 1990 por roubo. Agora vai responder na cadeia pelo crime de estupro por incapaz quando a vítima é menor de idade.InquéritosSegundo o delegado Marcos Cipriano, titular da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), onde o caso está sendo investigado, em um dos inquéritos o pastor é suspeito de pagar crianças para fotografá-las nuas e manter relações sexuais com elas.No outro inquérito, ele é suspeito de levar menores para casa depois dos cultos para cometer abusosexual.As investigações começaram há cerca de 1 ano, quando pais de crianças que frequentam a igreja procuraram a delegacia.Fonte:www.jecivaldoviana.com
O mandado de prisão expedido pela 12.º Vara de Crimes contra a Criança e o Adolescente, em outubro deste ano, contra Jonatas Aurélio Velozo Lourenço, 33 anos, o “pastor Jonatas”, acusado de pedofilia, foi cumprido na tarde de quarta-feira, por policiais do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria).
O suspeito foi preso na Vila Lindóia, depois de ter pedido um prato de comida a uma mulher que o reconheceu – pela imagem divulgada em um programa de TV – e telefonou para a polícia.
“Pastor Jonatas” se apresentava como cantor gospel, fazia amizades em igrejas evangélicas onde costumava ficar hospedado. Segundo o mandado de prisão, em 2006 ele foi acusado de maus-tratos e abuso sexual contra sua enteada, uma menina de 6 anos.
O boletim de ocorrência foi registrado pela bisavó da garota, já que a mulher dele não acreditou na versão da filha. O Nucria encaminhou a criança para exames e avaliação psicológica e constatou a veracidade da denúncia.
Antes que a polícia pudesse concluir as investigações, Jonatas fugiu para São Paulo, levando a esposa. A menina ficou com a bisavó. Segundo os policiais, o fato do Jonatas não ter endereço fixo dificultou a investigação, mas a denúncia foi fundamental para que fosse preso.
Rastro
Antes de ter sido denunciado, Jonatas foi reconhecido por fiéis e vizinhos na invasão do Icaraí, no Uberaba, na segunda-feira, quando começaram a chegar denúncias anônimas pelo fone 190 e diretamente ao Nucria.
Durante a madrugada, de terça-feira, equipes do serviço reservado identificaram o local onde ele estaria morando há quatro meses, no entanto, algumas horas antes, ele havia fugido e estava procurando um abrigo para a esposa e suas três filhas nas regiões do Uberaba e do Boqueirão, proximidades do canal Belém.
Testemunhas afirmaram que ele sabia que estava sendo procurado pela polícia e pretendia fugir do Paraná. Segundo foi apurado, além das três meninas que acompanhavam o casal, eles têm outras duas filhas que já haviam sido tiradas deles pelo Conselho Tutelar, por conta de abuso sexual.

Lucas Terra (foto abaixo) freqüentava a Iurd havia tempo.

A Universal tinha muita influência sobre ele, que pretendia ser bispo. No dia 21 de março de 2001, em Salvador, depois de abusar sexualmente de Lucas, o pastor Sílvio Roberto Santos Galiza colocou-o dentro de um caixote de madeira e pôs fogo. O menino foi queimado vivo, conforme laudo da Policia Técnica/Científica. Lucas foi amarrado e amordaçado para não gritar e em seguida carbonizaram seu corpo para encobrir os vestígios de pedofilia, O crime ocorreu em Salvador e foi qualificado como hediondo e triplamente qualificado, Motivo torpe, emprego de fogo e recurso que impossibilita a defesa da vítima.
O bispo Fernando Aparecido da Silva e o pastor Joel Miranda também foram acusados pelo assassinato.
No diário de Lucas, há frases como estas: “Não posso passar um dia sequer sem evangelizar, preciso ganhar almas para Jesus, pois, quando Ele voltar não posso estar de mãos vazias”, “Sou feliz porque tenho Jesus. Vivo para Cristo e morrer por ele é lucro”.
Depois de quatro anos e seis meses preso, o pastor Sílvio Roberto Santos Galiza (foto), 26, da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), será transferido da Penitenciária Lemos Brito para a Colônia Penal Lafayete Coutinho, em regime semi-aberto. Ambas na Bahia. As informações são da “A Tarde Online”.
O pastor Galiza foi condenado em 2004 por um júri popular a 23 anos e quatro meses de prisão em regime fechado. Em 2005, a pena foi diminuída para 18 anos e em 2007, houve nova redução, para 15 anos.
Quem transferiu Galiza para uma prisão semi-aberta foi o juiz de Direito José Carlos Rodrigues do Nascimento. Ele tomou a decisão com base na legislação que prevê o benefício.
Foi uma vitória dos advogados do pastor, Sérgio Habib e Fabiano Pimentel. Não se sabe de quem eles recebem os honorários, se de familiares de Galiza ou se da Igreja Universal.
Desabafo dos pais de Lucas
“O criminoso e seus cúmplices tentam desmoralizar os poderes instituídos, engrandecendo o sentimento de impunidade e desafiando a credibilidade na justiça. Sei que na Justiça do meu país existem homens dignos e honrados que não se curvam ao poder econômico. Não quero escandalizar a justiça, polícia, políticos ou religiosos, não sou contra nenhuma religião, não quero vingança, quero apenas JUSTIÇA!!!
Não consigo me conformar que o indivíduo SILVIO ROBERTO DOS SANTOS GALIZA continue PREMIADO com a LIBERDADE. Dói no profundo do coração e da alma ver o ASSASSINO de meu filho sorrindo e andando LIVREMENTE pelas ruas de Salvador, enquanto que para mim e para minha família só restam a DOR e as LÁGRIMAS nesta luta DESIGUAL.
Dói ver o Assassino sair de cada audiência sorrindo debochando de nossa família… A defesa do autor do homicídio tenta desesperadamente livrá-lo da iminente condenação pelo povo baiano.
Ao assassino de meu filho, não falta dinheiro, seus cúmplices o financiamde forma MILIONÁRIA para que não venha delatá-los.Minha peregrinação pelo Brasil e pelo Exterior sempre foi com meus Recursos Próprios.
Já gastei tudo que tinha nesses anos. Afirmo que o crime contra meu filho, jamais entrará para o rol de crimes insolúveis, lutarei até o fim da minha vida por justiça!
NO BRASIL CRIME HEDIONDO TEM PRISÃO IMEDIATA MAS O ASSASSINO CONTINUA LIVRE”.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Pastor pedófilo aparece na TV e é reconhecido por vítimas

 Em 2008 parentes de vítimas do pastor José Edson Alves Froes, que responde por crimes de pedofilia, o reconheceram durante aparição no programa eleitoral do TRE. Foi o bastante para que procurassem a imprensa para pedir agilidade no julgamento do pastor, que teria molestado cinco crianças, conforme atesta site do TJMG – Tribunal de Justiça de Minas Gerais.O fato aconteceu na zona rural de Montes Claros, na Fazenda São João, região de Me Livre, conforme o inquérito nº 0433.082.56129-4, que tem origem na 1ª Vara criminal. As crianças A.BT.B., 08 anos; J.C.S.O., 10; M.E.M.S., 08; R.J.S.O., 08; e J.R.A.O. confirmaram que o homem iniciava a sedução pegando em partes intimas de seus corpos, durante o transporte até a escola.
O suspeito não foi localizado para falar sobre o assunto. Segundo relato dos pais das crianças, o crime começou quando o suspeito ganhou uma licitação de transporte escolar. De acordo com Rosa Oliveira, o homem levava os menores da fazenda até o município para as aulas. Ela afirma que nesse percurso ele abusava das crianças. O fato foi descoberto quando os menores começaram a reclamar com os pais.
- Minha filha contou que no percurso até a escola o motorista falava sobre sexo e pegava neles. Ela me disse que o motorista passava a mão nas coxas e nos seios dela e das colegas, dizendo sempre que elas eram lindas. Conversei com a professora que confirmou que o motorista pergunta sempre por minha filha. Fiquei muito assustada e juntamente com meu marido decidimos mudar definitivamente para Montes Claros – afirma.
A criança, segundo a sua mãe, teme, agora, ir à escola, e já não dormia mais sozinha por medo.- Ela tinha medo de ir para escola e durante a noite não dormia sozinha. Tive que mudar de cidade. O homem usava um rádio modelo PM3 para atrair as crianças e dizia que elas ouviriam música. Como as famílias são simples, isso realmente chamava a atenção delas – afirma.
PROCESSO
O caso foi denunciado por vários pais que ouviram dos filhos a mesma notícia. A decisão de abrir inquérito policial foi de Jovino Barbosa Neto, pai de uma menina de 8 anos, também vítima do pedófilo. Em seguida, outros pais perderam o medo e também fizeram mesma denúncia. Maria Aparecida Teixeira, Alfeu Gonçalves de Oliveira, Valnice Celestino da Silva Gomes afirmam que seus filhos também foram vítimas. O caso está sendo analisado e chegou ao conhecimento da justiça em 30 de setembro desse ano, mas o ministério público ainda não denunciou o suspeito. As famílias de todas as vítimas querem justiça e aguardam a decisão do juiz, que não se pronunciou sobre o caso.
Um pastor da Igreja Congregacional EvangélicaLuterana da Graça, Glaydson Souza Freire, de 35 anos, foi flagrado por policiais militares beijando uma adolescente de 14 anos dentro do próprio carro.O fato foi registrado na Alça Sudoeste, em Campina Grande.O Ministério Público vai solicitar investigação da Polícia Civil para apurar se existem mais vítimas.De acordo com informações oficiais, outro pastor da cidade também está sendo investigado por aliciamento de menores na região da Rainha da Borborema.Ele é coordenador do grupo de jovens e de música da igreja e alegou estar apenas dando uma carona a adolescente.O Ministério Público vai solicitar investigação da Polícia Civil para apurar se existem mais vítimas. O delegado regional Ariosvaldo Adelino disse que outro pastor da cidade está sendo investigado por aliciamento de menores.A delegada da Infância, Kassandra Maria, disse que o caso poderá ser arquivado porque nenhum familiar representou contra o acusado. “O pai prestou depoimento, mas pediu que não fosse aberto procedimento criminal contra o pastor. A adolescente declarou que também não tinha interesse em levar o caso adiante, já que ele não a forçou a beijá-lo. Disse também que não era mais virgem e que não sabia se o pastor tinha relacionamento amoroso com outras meninas. Provavelmente o caso será despachado e arquivado”, disse.O curador da Infância e Juventude, Herbert Targino, disse que o Ministério Público não vai aceitar o arquivamento do caso. “O Estado tem o dever de proteger a criança e o adolescente e mesmo que a família seja contra, o caso deve ser investigado. Vamos enviar ofício determinando que seja apurado se outras adolescentes foram vítimas de atos libidinosos praticados pelo pastor”, garantiu o promotor.No relato policial, o pastor negou que tenha beijado a adolescente. De acordo com o depoimento prestado à delegada Maíra Roberta Mendes Carneiro Queiroz, ele alegou que estava aconselhando a garota e quando ela tentou beijá-lo a polícia chegou. Glaydson disse ainda que só parou o carro em local ermo porque a garota estava fazendo um relato sobre problemas pessoais que precisavam de aconselhamento imediato.No momento que prestou depoimento, a menina estava acompanhada do advogado da igreja. O pai também foi orientado pelo advogado e declarou que não queria investigação para evitar um escândalo. A delegada Kassandra disse que o crime se encaixaria em corrupção de menores, mas reafirmou que só haverá investigação se o pai ou algum familiar representar contra o pastor.Fontehttp://www.brasilcontraapedofilia.wordpress.com

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Pastor pedófilo foragido é preso no Rio

 O pastor Manoel Wanterly da Anunciação Guimarães, 59 anos, foragido da Justiça do Rio Grande do Norte, foi preso no bairro da Taquara, Jacarepaguá, Zona Oeste. Manuel era procurado pelos crimes de atentado violento ao pudor, corrupção de menores e rapto violento.
O pastor, que fundou a Igreja evangélica pentecostal Ministério Porta Aberta há seis anos, foi preso em Natal dia 11 de abril, quando estava no carro com três meninas que disseram que haviam praticado sexo oral com Manuel. Ele conseguiu escapar da prisão e a Secretaria de Segurança do Estado do Rio Grande do Norte entrou em@���< o delegado da 64ª DP (Vilar dos Teles), André Drumond, que iniciou a busca do criminoso.
Antes de ser condenado pela Justiça do Rio Grande do Norte, Manuel esteve preso por dez anos no Rio de Janeiro, acusado de vários crimes: apropriação indébita; vadiagem, falsidade ideológica, uso de documento falso, estelionato, roubo duplamente qualificado, porte de arma de fogo; furto e falsificação de documento público.

Preso pastor Batista acusado de abusar de menina de 12 anos

O pastor Nelson Pereira Souza, da 2ª Igreja Batista de Brás de Pina foi preso e acusado de ter abusado sexualmente de uma menina de 12 anos
Um pastor evangélico acusado de pedofilia foi preso por policiais da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav), na manhã desta sexta-feira, na Zona Norte. Nelson Pereira Souza, de 54 anos, é pastor da 2ª Igreja Batista de Brás de Pina. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de uma menina de 12 anos.
Nelson foi abordado pelos policiais ao sair de sua casa no Jardim América para trabalhar como motorista de uma van de transporte escolar.
Segundo o titular da Delegacia de Criança e Adolescente Vítima (Dcav), Luiz Henrique Marques Pereira, o homem de 54 anos vinha sendo investigado há quatro meses, depois que pais de uma das crianças que usam o transporte denunciaram o motorista.
O homem, conhecido como “Tio Nelson”, disse aos policiais que estava sendo preso por um caso ocorrido há seis anos. Mas de acordo com o delegado, o caso ocorreu há dois anos. O suspeito foi levado para a delegacia, onde vai prestar depoimento. A polícia ainda investiga se há outros casos de abuso sexual praticados pelo suspeito.
No início de junho, cerca de 30 policiais prenderam, na Favela do Mandela, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio, um outro pastor evangélico acusado de pedofilia. O acusado levava meninas para dormir na sua casa e abusava delas. O pastor responde a dois inquéritos policiais. Em um deles, é suspeito de pagar crianças para fotografá-las nuas e manter relações sexuais com elas. No outro, é acusado de levar menores para casa depois dos cultos para cometer abuso sexual.

Pedofilia: Pastor preso por violentar adolescente de 13 anos

29 de julho de 2009
IPATINGA – Um crime foi descoberto na manhã de ontem em uma igreja evangélica na rua Colônia, no Morro São Francisco, onde a Polícia Militar prendeu o pastor Delmiro Justino Drumond, 26 anos, acusado de violentar sexualmente uma adolescente de 13 anos. O líder religioso passou a noite com a menor no templo, onde aconteceu a relação sexual.
O caso acabou descoberto pelo irmão da vítima, M. R. P., 22, na manhã de ontem, na avenida Selim José de Sales, no bairro Canaã. O rapaz passou várias horas atrás da adolescente, até que ela foi encontrada com uma sacola contendo biscoitos. “A garota foi a primeira a confirmar o caso”, disse o sargento Ernesto Júnior, que trabalhou no caso com o cabo Coelho.
Overbo » Pastor pedófilo é condenado a 175 anos de prisão nos EUA


Pastor pedófilo é condenado a 175 anos de prisão nos EUA
WASHINGTON — Um tribunal do Arkansas condenou nesta sexta-feira um pastor evangélico a 175 anos de prisão por abusar sexualmente de mulheres e crianças.
Bernie Hoffman, 75 anos, conhecido como Tony Alamo, fundador do grupo chamado de Ministérios Cristãos Tony Alamo, foi preso em julho passado, por abusar sexualmente de meninas.
O juiz Harry Barnes condenou o pastor a 175 anos de prisão e a uma multa de 250 mil dólares por 10 crimes, segundo funcionários da justiça do Arkansas.
Fonte: AFP

Pastor assembleiano preso por pedofilia no Maranhão

O Ministério Público do Maranhão pediu a prisão do Nelson Domingos Moreno (foto), da Igreja Assembleia de Deus Ministério do Brasil, sob acusação de pedofilia.O crime teria contecido na cidade de Santa Ines ( MA).
Raquel Tomás Merênce afirma que o religioso violentava sua filha de 13 anos já há 3 anos, mas a jovem com medo das ameaças dos pastor escondia o fato da família. Nelson dizia para a menina, se caso fosse descoberto iria matar todos os familiares da adolescente.
Raquel disse que começou a suspeitar do comportamento da filha há um ano. “Ela não tinha mais vontade de cantar na igreja e vivia rebelde, usando maquiagem e se recusando a ir ao culto comigo.”
Segundo testemunhas, o pastor já foi visto levando outras jovens para um motel no centro da cidade.

Número de vítimas de suposto pastor pedófilo chega a 10

Chega a 10 o número de vítimas do “pastor” José Gregório da Silva, de 59 anos, que também era encanador da Sanesul. Além dos dois casos investigados pela DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), cujas vítimas de 7 e 9 anos são filhas de uma prima do autor, outras oito vítimas do pedófilo já foram identificadas.
Conforme a delegada Sandra Regina Simão de Brito Araújo, algumas vítimas foram citadas durante o depoimento de Silva e outras foram levadas à delegacia por familiares e por conselheiros tutelares.
No total, são 10 crianças e adolescentes que foram molestadas pelo pedófilo. Desses, sete são meninas e três meninos, cujas idades variam de 7 a 14 anos. Apenas um menino, de 12 anos, não tem vínculo familiar com Silva, de acordo com a delegada.
Para a surpresa de todos, cinco vítimas disseram em depoimento que foram molestadas dentro da igreja Deus é Amor, no distrito da Silviolândia, onde o pedófilo diz que era pastor.
Silva foi preso na sexta-feira (08), enquanto trabalhava no bairro Mangabeira. A prisão foi feita pelos investigadores da DAM, Lindomar Pereira da Silva e Silvana Nahban. Assim que os investigadores anunciaram a prisão, o suposto pastor disse que já sabia por que estava sendo preso.
Silva confessou à nossa reportagem que abusava sexualmente das filhas de um primo, de 7 e 9 anos. Com naturalidade, suposto pastor relatou ao Edição de Notícias detalhes impublicáveis das relações sexuais com as primas de segundo grau.
Conforme Silva, as irmãs sofriam abusos há mais de um ano. Quanto à freqüência das relações, o suposto pastor informou que sempre que tinha oportunidade “pegava” as primas. “Enquanto abusava de uma a outra ficava olhando”, confessou Silva.
As investigações apontam que o suposto pastor abusou das duas primas. No caso da mais velha, o laudo comprova a conjunção carnal. Segundo Silva, ele nunca ameaçou as meninas, mas procurava agradar, com presentes, inclusive com celulares, “as meninas confiavam em mim porque eu sou pastor”, completou.
Os investigadores desconfiam que Silva tenha abusado de outras crianças. Os pais que desconfiarem que seus filhos sofreram abusos sexuais podem procurar a DAM, na avenida General Mendes de Moraes, no Jardim Aeroporto, em Coxim.
Já chegou a 10 o número de vítimas do “pastor” José Gregório da Silva, de 59 anos, que também era encanador da Sanesul. Além dos dois casos investigados pela DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), cujas vítimas de 7 e 9 anos são filhas de uma prima do autor, outras oito vítimas do pedófilo já foram identificadas.
Conforme a delegada Sandra Regina Simão de Brito Araújo, algumas vítimas foram citadas durante o depoimento de Silva e outras foram levadas à delegacia por familiares e por conselheiros tutelares.
No total, são 10 crianças e adolescentes que foram molestadas pelo pedófilo. Desses, sete são meninas e três meninos, cujas idades variam de 7 a 14 anos. Apenas um menino, de 12 anos, não tem vínculo familiar com Silva, de acordo com a delegada.
Para a surpresa de todos, cinco vítimas disseram em depoimento que foram molestadas dentro da igreja Deus é Amor, no distrito da Silviolândia, onde o pedófilo diz que era pastor.
Silva foi preso na sexta-feira (08), enquanto trabalhava no bairro Mangabeira. A prisão foi feita pelos investigadores da DAM, Lindomar Pereira da Silva e Silvana Nahban. Assim que os investigadores anunciaram a prisão, o suposto pastor disse que já sabia por que estava sendo preso.
Silva confessou à nossa reportagem que abusava sexualmente das filhas de um primo, de 7 e 9 anos. Com naturalidade, suposto pastor relatou ao Edição de Notícias detalhes impublicáveis das relações sexuais com as primas de segundo grau.
Conforme Silva, as irmãs sofriam abusos há mais de um ano. Quanto à freqüência das relações, o suposto pastor informou que sempre que tinha oportunidade “pegava” as primas. “Enquanto abusava de uma a outra ficava olhando”, confessou Silva.
As investigações apontam que o suposto pastor abusou das duas primas. No caso da mais velha, o laudo comprova a conjunção carnal. Segundo Silva, ele nunca ameaçou as meninas, mas procurava agradar, com presentes, inclusive com celulares, “as meninas confiavam em mim porque eu sou pastor”, completou.
Os investigadores desconfiam que Silva tenha abusado de outras crianças. Os pais que desconfiarem que seus filhos sofreram abusos sexuais podem procurar a DAM, na avenida General Mendes de Moraes, no Jardim Aeroporto, em Coxim.


Pastor Evangélico preso por pedofilia e por promover a prostituição
Por volta das 22:30 desta quinta-feira, dia 25 , o Comissariado de Menores, a Promotoria Pública e o Conselho Tutelar, deram o flagrante no pastor Evangélico (Assembleia de Deus), Edison Luiz Freitas, de 41 anos, que estava em um motel da cidade de Itaituba, no Oeste do Pará, com uma menor.
O Pastor sem vergonha e a menor de 13 anos, das iniciais LCS foram levados para a 19ª Seccional, onde o Pastor ficou preso e a menor prestou depoimento com acompanhamento do promotor Maurim Vergolino, o comissário de menor Amilton Farias e representantes do Conselho Tutelar. Segundo informações de membros da igreja Assembleia de Deus de Itaituba, Edison Luiz Freitas seria pastor no estado do Paraná.
O Pastor tarado não quis dar entrevista, mas o advogado do mesmo, Alessandro Campos, confirmou que seu cliente é Pastor e que a menor já vinha o assediando há tempos (sim, acreditem, a culpa é toda da menininha), inclusive dizendo que a principio tinha 18,anos, depois 17, 15 e quando ficou provado que a mesma só tem 13 anos, na hora exata do flagrante no Motel Itatiaia situado no bairro Jardim das Araras (claro que esse advogado vive em porta de cadeia, não vejo outra explicação para uma desculpa tão descarada), e até onde eu sei, meninas de 17 também te levam para a cadeia!
Mas além do Pastor cafetão, também foi para cadeia acusada de ser aliciadora das menores para a prostituição, Elisabete da Cruz, de 22 anos, que na noite do flagrante estava com várias menores nos bares da orla de Itaituba.
O Pastor acusado de pedofilia e prostituição ainda estava prestando depoimento na Seccional, sem a presença da imprensa ao delegado Cleber Pascoal, não tendo sido divulgado ainda o teor de sua versão. A mulher acusada de aliciamento também não tinha sido ouvido pela Polícia.
Sobre o combate ao crime de prostituição e pedofilia em Itaituba, o comissário de menores Amilton Farias disse que não ocorre com a mesma intensidade de alguns anos atrás, mas que ainda existem casos isolados como esse da prisão do Pastor  e da Mulher tida como aliciadora de menores. Se 7 casos em menos de 2 meses são isolados, quando vier a ser frequente então o Paraná vira a casa da luz vermelha de vez.
O promotor público Maurim Vergolino, que tem acompanhado a ação do Comissariado e Conselho, avisa que esse tipo de crime será  combatido de maneira enérgica. Uma das estratégias que facilitou a ação do Conselho, Promotoria e Comissariado é que a fiscalização foi feita de maneira descaracterizada, para não chamar atenção de quem comete esse e outros tipos de crimes envolvendo menores.
A mãe da menor LCS, que foi flagrada fazendo a festa no motel com o Pastor, confirmou que realmente sua filha mentia sua idade, mas que a mesma tem apenas 13 anos e não 17 como costuma afirmar. Sobre a ida de sua filha para o motel, a mãe disse que desconhecia o fato, (joga a culpa no Lula, ele nunca enxerga nada também e sempre passa numa boa).


Policia prende pastor pedófilo
12/11/2008 –
Da Redação
Policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) prenderam neste último dia 12, em Vitória, José Ramos Silva Filho, pastor de uma igreja evangélica que fica localizada no bairro Itararé, na capital capixaba, acusado de abusar sexualmente de uma menina de 12 anos.
Na igreja, os policiais encotraram balas, pipocas e chup-chups, que seriam usados para atrair as crianças para fazer sexo com ele.
Segundo o titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Marcelo Nolasco, este não é o primeiro caso de acusação de pedofilia contra o pastor. De acordo com o delegado, José Ramos Silva Filho foi expulso de uma igreja, também na capital, acusado de cometer abusos sexuais em um adolescente. Por falta de provas, ele não foi processado.
Familiares da menina molestada pelo pastor, assim que souberam das agressões, fugiu para a Bahia, mas foi localizadas pelos policiais do DPCA e trazidas de volta a Vitória para prestarem depoimentos.
De acordo com o acusado, o juiz teria agido errado no momento em que concedeu sua prisão. Ele insiste em afirmar que as acusações são mentirosas e que tudo faz parte de uma armação contra sua pessoa.
Após ser ouvido pelos policiais, José Ramos Silva Filho foi encaminhado para um presídio no Estado. O delegado Marcelo Nolasco faz um apelo a outras possíveis vítimas dele para prestarem queixa à polícia. Segundo Nolasco, algumas fontes de informações dão a certeza de que Ramos tem outras vítimas – “Pedimos que essas eventuais vítimas nos procurem para que possamos enriquecer esse inquérito”, finalizou o delegado.


Pastor pedófilo é preso em Itabuna
O pastor da Igreja Betel, Antônio Onofre Oliveira, 78 anos, foi preso por prática de pedofilia, Ele teria tentado abusar de um menino de 7 anos, que foi seu aluno no Instituto que mantém na igreja.

O pastor, ex-vereador de Itabuna, foi autuado em flagrante em sua residência, na rua Reinaldo Souza, no bairro de Fátima e conduzido para o Presídio de Itabuna.


Mãe de vítima agride pastor acusado de pedofilia

Pastor Evangelico engravida duas adolescentes (Maranhão)As meninas acreditam que estão grávidas de Jesus!Veja o vídeo!

O pastor Evangélico José Pedro Campos Santos (foto acima), 60, foi preso pela polícia de Pinheiro (Maranhão) sob a acusação de ter engravidado duas adolescentes, uma de 14 anos (no quarto mês de gestação) e outra de 16 (no quinto mês), com a alegação de que elas eram “as escolhidas por Deus e pelo Espírito Santo”. A informação é da polícia.
Os pais das jovens são humildes e eles acreditavam na explicação do pastor e davam consentimento para o abuso, até que o pai de uma delas, separado da mãe, duvidou da escolha divina e deu queixa na polícia.
Pinheiro fica a 333 km de São Luís, a capital do Estado, e tem cerca de 77 mil habitantes. Trata-se da cidade de José Agostinho Bispo Pereira, 54, que foi preso recentemente por ter sete filhos com a sua filha, hoje com 28 anos.
O pastor da igreja Cidade do Bom Deus abusou de cinco adolescentes porque, de acordo com seu depoimento à polícia, o Espírito Santo, por intermédio de anjo que apareceu diante de seus olhos, lhe comunicou que precisava de mulheres para conceber ‘salvadores do mundo’. – 07/10
O juiz Luiz Guilherme Risso, do Espírito Santo, condenou o pastor José Ramos da Silva Filho, 47, da Igreja Pentecostal Deus é Bom Pra Mim, a oito anos de prisão por ter abusado sexualmente de uma menina de 12 anos.
O MP (Ministério Público) apurou que o pastor dizia à menina ser ela uma ‘serva de Deus’ e que não deveria contar para sua família o que ele fazia nela. Ele a presenteou com celular, tênis, roupas e balas. Disse que neste Natal ele ia lhe dar uma bicicleta.  –  11/10


Pastor é suspeito de estuprar menina de 4 anos em Bauru-SP
Pedofilia assombra família
Pastor ‘de confiança’ é acusado de estuprar menina de 4 anos; caso chega à Delegacia de Defesa da Mulher 
Uma denúncia que já está com a Polícia Civil na condição de “sigilosa” narra o estupro de uma menina de 4 anos no Jardim Petrópolis, em Bauru, a cerca de 20 minutos do Centro. O acusado é um pastor – amigo da família há 24 anos, segundo informações de vizinhos.
Conhecidos afirmam que ele já teria abusado de outras crianças e adolescentes, mas que nenhuma ocorrência foi registrada antes dessa. Bairro onde vive o pastor e os nomes dos envolvidos são preservados por questões de segurança.
O caso está na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher). Delegada na unidade, Flávia Regina dos Santos Ueda confirma a investigação, mas mantém sigilo.
Segundo ela, o laudo sai em 15 dias. Com o exame na mão, será instaurado um inquérito – e as partes serão “intimadas para depor e esclarecer os fatos”.
A menina mora com a avó, o avô e outras três crianças. Na quinta-feira da semana passada, uma cunhada do pai da menina, que também estava na casa, passou mal. A família então chamou o pastor para levá-la ao hospital. Ele teria pedido a avó para levar junto a menina de 4 anos. Quando retornou à casa, a criança teria deitado no sofá e ficado muito quieta, o que causou estranheza, uma vez que é bastante ativa.
Quando questionada sobre os motivos, ela teria contado sobre o abuso – e dito que o pastor teria deitado ela no colo, tirando a roupinha e machucado ela com a mão. A criança teria contato ainda que não conseguia dormir e nem comer.
A avó da menina então procurou o pastor – que, segundo denúncia, disse ter “problemas”. Ele, então, pediu que o pai da criança não fosse informado sobre o “ocorrido”. Assustada, a avó só teria contato na segunda-feira, quando os vizinhos souberam do suposto abuso.
Revoltados, os moradores do Jardim Petrópolis queriam invadir a casa do pastor, mas foram contidos pela avó da criança, que passou mal.
Desde então, o pastor não sai mais da casa, segundo apurou o BOM DIA. O pai da criança tenta contato – sem sucesso. Segundo o BOM DIA apurou, o pai da menina teria dormido na calçada da casa do acusado de segunda para terça-feira, mas mesmo assim não conseguiu vê-lo. Na terça-feira, o pai da menina teria conseguido falar com a mulher do acusado, que disse que a garota estaria mentindo.
Uma fonte informou ao BOM DIA que na segunda-feira, o suspeito recebeu fiéis para orar em sua casa.
Na terça-feira, o pai da menina confirmou o caso por telefone ao BOM DIA. Ele receberia a reportagem, mas a avó, que está muito nervosa, pediu para que não se manifestasse agora.
O BOM DIA tentou contato com o pastor pelo celular e também pelo telefone residencial. Os aparelhos estavam desligados nesta quinta-feira (13).
Os envolvidos em crimes relacionados à pedofilia podem ser condenados a até 15 anos de prisão.
Retrospectiva/Em 2010, a Polícia Federal realizou a operação Tapete Persa para combater a exploração, o abuso sexual e a pedofilia na internet. Quatorze mandados de busca e apreensão foram cumpridos somente na região de Bauru.
Em 23 de março de 2009, a avó de uma menina também de 4 anos foi à Polícia Civil dizer que a garota se queixava de dores nas regiões anal e vaginal. Laudo do IML (Instituto Médico Legal) comprovou que a menina apresentava lesões, embora o hímen não tivesse chegado a romper. Chocada, a criança era incapaz de fornecer detalhes. Um inquérito foi aberto. O delegado da DDM, na época, Marcos Cremonesi, explicou ao BOM DIA que “a rigor não há crime de pedofilia na lei”. “[A pedofilia] é encaixada ou dentro do Código Penal, nos crimes contra os costumes, como o atentado violento ao pudor, ou no ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente].”
Estupro nesta quinta-feira (13)/ Uma adolescente de 16 anos foi arrastada para o mato e estuprada na madrugada de nesta quinta-feira, em Bauru. Ela ficou machucada e passou a manhã fazendo exames na Maternidade Santa Isabel.
O acusado do crime, M.J.E, 33, foi encontrado às 13h30, levado à DDM e preso.
Rede Bom Dia / www.padom.com.br

Observe as Igrejas da Cristandade (que afirmam serem seguidoras de Cristo) e seu histórico de pedofilia.

http://padom.com.br/tag/pedofilia/

Pastor Pedófilo a solta

Recentemente Teresópolis entrou nessa lista quando o Pastor Ronaldo Euzébio Ennes foi conduzido para a 110ª DP acusado de atos de pedofilia dentro de sua própria igreja, no bairro do Perpétuo. Ele teve sua prisão preventiva decretada por até 5 dias e foi solto porque a mesma expirou justamente as vésperas da eleição, quando nunguém pode ser preso a não ser em flagrante. Mesmo tendo vários indícios e testemunhas contra ele não havia flagrante quando ele foi detido, sendo assim nenhum juiz poderia prorrogar a prisão preventiva dele naquele dia e foi nescessário que passasse o perídodo de eleição e nesse meio tempo ele desapareceu. Veja este vídeo sobre o caso ee o que dizem vítimas …  http://www.downloadcatolico.com/2009/03/pastor-pedofilo-solta.html

Leia Mais: http://padom.com.br/pastor-e-suspeito-de-estuprar-menina-de-4-anos-em-bauru-sp/#ixzz1KyQkXMDc

Um músico brasileiro da Igreja Batista da Lagoinha, que tem sua sede em Belo Horizonte, foi preso na última terça-feira, nos Estados Unidos, suspeito de molestar sexualmente quatro crianças.

Não postarei sua imagem por pena dele e sei que ele é jovem e pode mudar!

Thiago Fernandes, 24 anos, está detido no presídio do condado de Broward, na Flórida. De acordo com a polícia americana, um menino de 11 anos de idade disse que Fernandes agarrou suas nádegas e ameaçou molestá-lo no banheiro durante o culto do último domingo.

O rapaz teria confessado o crime e pode ter confirmado casos semelhantes com outros três garotos da igreja nos últimos cinco anos. As outras vítimas teriam 7, 9 e 10 anos.

Ainda de acordo com a polícia dos Estados Unidos, o músico mineiro vivia ilegalmente nos país. Ele participava das aulas de música da Fisrt Christian Church e também da Igreja da Lagoinha.

Em nota oficial, a Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, informou que está estarrecida com as denúncias envolvendo um de seus membros.

O pastor Paulo Cezar de Ferreira, responsável pelo núcleo da Igreja nos Estados Unidos, disse que lamenta o sofrimento das famílias dos garotos e afirmou que a igreja vai fazer o necessário para ajudar na apuração dos fatos.

A Igreja da Lagoinha na Flórida existe há cinco anos e é coordenada por um pastor brasileiro, que há mais de 20 anos reside nos Estados Unidos.

Ainda de acordo com o pastor Paulo Cezar de Ferreira, o músico Thiago Fernandes não exerce nenhuma função de liderança e passou a freqüentar a igreja de Pompano Beach há cerca de três anos e meio: “Ele sempre mostrou comportamento cortês diante dos outros membros”, afirmou.

Pastor evangélico é preso acusado de 40 estupros, depois é solto pela Lei Eleitoral

Waldinei Ferreira da Ressurreição, de 34 anos,

 foi preso na Ilha do Governador dia 26 de outubro de 2010 acusado de abusar sexualmente de, pelo menos, 40 mulheres nos últimos sete anos. Ele nega os crimes e se diz pastor evangélico.

De acordo com a polícia, ele começou agindo na Ilha do Governador, estuprando e roubando 13 mulheres em 2003. Acabou preso por levar um celular de uma das vítimas, que foi rastreado até a sua esposa. Ficou preso até 2007, quando deixou a cadeia e foi para Itaboraí, onde estuprou e roubou mais 17 mulheres. No início do ano, o tarado voltou para o Rio de Janeiro onde estuprou e roubou mais 10 mulheres.
Ainda de acordo com os policiais, Waldinei preferia atacar durante a madrugada e seus alvos principais eram mulheres de bairros carentes que estavam sozinhas em casa. Muitas vítimas tinham 13 anos. Quando não se apresentava como pastor, ele mentia para as vítimas se dizendo cobrador de dívidas ou que estava fugindo da polícia. Cometeu todos os crimes desarmado e usou sempre um capuz. As vítimas o reconheceram por conta de uma cicatriz nas costas que ele possui.
Ele foi preso mas, por causa da legislação eleitoral, o acusado foi liberado. A Lei Eleitoral proíbe prisões até 48 horas depois das eleições, a menos que seja por flagrante ou em virtude de sentença criminal de crime inafiançável, ou por desrespeito a salvo-conduto.
Atualmente ele mora no Morro do Dendê, na Ilha do Governador. Caso seja condenado, irá pegar 400 anos de prisão.
… …

Fonte: http://ateusdobrasil.com.br/p/2142/

Pastor de Franca é acusado de abuso sexual por 8 meninas.

 VÍDEO AQUI

Oito meninas com idades entre 13 e 16 anos, acusam de abuso sexual um pastor, de 32 anos, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, na cidade de Franca.

A acusação contra o pastor foi apresentada no Conselho Tutelar no início da semana. Uma denúncia anônima por telefone informava que uma garota de 14 anos teria sofrido abuso sexual em janeiro. O nome e endereço dela foram fornecidos aos conselheiros. A menina foi localizada, confirmou as denúncias e levou a equipe do Conselho até as outras jovens.

Em entrevista ao jornal Comércio da Franca (Clique AQUIe confira vídeo ), cinco jovens disseram que foram convidadas pela mulher do pastor a cuidar dos dois filhos do casal, de 3 e 6 anos, principalmente no período da noite. Segundo elas, seria nessas ocasiões que a maioria dos casos teria ocorrido. As jovens afirmaram que não houve penetração, mas toques nas partes íntimas, o que já configura o crime de estupro.

Uma das meninas disse que o caso não chegou antes ao conhecimento da polícia porque o pastor as ameaçava. “Quando aconteceu comigo em janeiro, as outras meninas, ao saberem, resolveram contar também”, disse a garota de 14 anos.

Em matéria de Nelise Luques e Barros Filho, o jornal relata que com a repercussão das denúncias, os familiares do pastor teriam feito uma tentativa de abafar o caso. As meninas contam que o encontro aconteceu na casa do pai do acusado. Segundo elas, o pastor chorou, pediu perdão e disse que estava doente. “A gente queria abafar, mas depois descobrimos que ele mentiu”, disse uma das garotas.

  Pastor Pedófilo preso em MASSAPÊ perto de Sobral Ceará.

VÍDEO 

Pastor acusado de violentar meninas

vídeo

Pastor no Colorado violenta menina de 12 anos

vídeo 

Albert Odulele Pastor Evangélico de 47 anos muito famoso no televangelismo acusado de atacar garotos

Pastor Evangélico Pentecostal acusado de estupro e outras ofensas

Pastor de 29 usa posição na Igreja para estuprar garota de 14

Pastor  James Bell preso por estuprar adolescentes é HIV positivo!

vídeo

PASTOR LAMENTA PEDOFILIA QUE PRATICOU… ORKUT CHEIO DE CRIANÇAS

VÍDEO

Pastor pedófilo e estuprador Procurado pela polícia de Minas Gerais

vídeo

Pastor evangélico acusado de abuso sexual

vídeo

Pastor pedófilo no chile

vídeo

Pr. pedófilo dava balas para ganhar confiança!!!!

vídeo

Pastor preso por abusar de menina de 11 anos

vídeo

Pastor de 55 anos acusado de violentar jovem de 15 anos

Pastor de igreja evangélica é acusado por abuso sexual no Pará

vídeo

 Pastor foge com menina de 14 anos

Pastor Evangélico afastado por abuso estupra e mata menina

Obs: removi as fotos da jovem, por respeito a ela e seus familiares. O corpo queimado da moça pode ser insuportável para um amigo ou membro da família. 
O autor do bárbaro crime é um ex-pastor da Igreja Assembléia de Deus (FOTO abaixo). De acordo com informações, a garota foi apanhada dentro da Igreja pelo ex-pastor, que havia sido afastado das funções por suspeita de abuso.
Ele tinha amizade com os pais da menina. Ele levou a garota até a casa dele, onde prometeu lhe dar um pedaço de bolo. Na casa, ele abusou da menina e a matou asfixiada, colocando uma sacola na cabeça, igual ao filme tropa de elite.
Não satisfeito levou o corpo para um matagal, onde abusou mais um pouco da criança sobre o capu do carro e depois jogou álcool sobre seu corpo e colocou fogo.
Para não levantar suspeitas do crime, o “animal” foi no velório da menina para consolar os pais. Ele só foi identificado pelos exames colhidos nos órgãos da criança. Preso, agora está à disposição da Justiça.
O crime aconteceu em Maringá.
Vcs acham que existe ressocializão pra esse “cidadão”?
Ele foi preso e mostrou que ainda ERA RELIGIOSO NA ATIVA veja isso aqui

Pastor é preso suspeito de estuprar meninas de 11 e 14 anos em Cuiabá

junho de 2011

Segundo a polícia, uma das vítimas é filha do pastor e outra é enteada.
Ele pode ser indiciado pela polícia por estupro de vulnerável.

Um pastor de 37 anos foi preso nesta quinta-feira (30) suspeito de abusar sexualmente de duas crianças de 11 e 14 anos em Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, o pastor deve ser indiciado por estupro de vulnerável.
O mandado de prisão preventiva foi cumprido pela Gerência Estadual de Polinter. O mandado contra o pastor foi expedido no dia 27 de junho de 2011, pela 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Contra a Mulher.
Ainda segundo a polícia, a menina mais nova é filha do pastor e a outra é enteada. O suspeito teria abusado da filha no ano passado, já a enteada, teria sofrido abuso no ano de 2001. A prisão do suspeito aconteceu em um lava jato no bairro Alvorada, na capital.

CG- PASTOR ESTUPRA CRIANÇA 10-03-2011

 Notícia recente! olha isso que vergonha para a comunidade evangélica e principalmente para aqueles que ficam acusando as TJ sendo que a coisa tá feia no meio evangélico.

16/de maio de 2011

A Polícia Civil de Rio Branco, capital do Acre, prendeu o pastor Laudionor Siqueira de Araújo, 43 anos, sob a acusação de abusar sexualmente de pelo menos duas garotas, uma de 13 anos e outra de 16.
Ele pregava o evangelho em rodovias e nas casas de fiéis que não têm templo perto. De acordo com o delegado Rafael Pimentel, Araújo, em diferentes ocasiões, levou as adolescentes para sua casa de modo a livrá-las da Pombagira Maria Padilha.
Após untar o corpo da vítima, o pastor a violentava a “mando” de Deus, porque somente assim, segundo ele, o espírito demoníaco seria expulso.
O delegado disse que o pastor amedrontou as garotas com a possibilidade de, caso continuassem possuídas, serem atacadas por homens atraídos sexualmente pela Pombagira, e elas poderiam ser mortas.
Exames laboratoriais confirmaram que as adolescentes foram estupradas.
O pastor não se manifestou para dar a sua versão. A polícia informou que ele já tinha cumprido uma pena por estupro.
Paulopes|Pátio Gospel Noticias

Pastor estupra garota usando o nome de Jesus

Em meados de 2006. Patrícia (nome fictício) estava prestes a completar 14 anos e gostava do filho do pastor José Leonardo Sardinha(foto), da Igreja Assembléia de Deus Ministério Plenitude. Mas o rapaz não se interessava por ela. Mas o pastor, sim.
Então Sardinha disse à menina que teve um sonho profético: se fizesse um sacrifício, como Abraão havia feito na Bíblia, ela conquistaria o seu filho.
O sacrifício em nome de Jesus seria ter com ele relações sexuais por três vezes.
Sardinha recebia mensagens divinas com freqüência, conforme suas pregações aos fiéis, mas nenhuma lhe alertou que ia ser condenado à prisão por estupro e atentado violento ao pudor.
No dia 6 de novembro, a juíza Jucimara Esther de Lima Bueno, da 26ª Vara Criminal Central, de São Paulo, condenou-o a 21 anos de cadeia em regime inicialmente fechado.
Ele já estava preso preventivamente desde 24 de março 2006, no Centro de Detenção Provisória de Vila Independência, para que não intimidasse familiares da vítima, os quais teriam sido perseguidos por fiéis da igreja por algum tempo.
Na sentença, a juíza sublinhou que Patrícia tinha se tornado em “refém do discurso do pastor”.
Ao se entregar pela primeira vez ao Sardinha, a garota, que era virgem, perguntou se o sonho que ele tivera era mesmo ‘de Deus’. O pastor garantiu que sim, que ele nunca brincaria com o nome de Deus. E em um motel, em três diferentes ocasiões, o pastor abusou da menina, em coito anal e vaginal. A menina sentia dores, mas o religioso dizia que sacrifício a Deus é assim mesmo.
Depois de ter feito o ‘sacrifício’, a garota ficou chateada porque a profecia não se cumpriu: o filho do pastor continuava ignorando-a. Para acalmar a menina, o Sardinha, em um culto, chegou a pregar que as coisas ocorrem no tempo de Deus, não quando as pessoas querem. O pastor já tinha dito à menina, na terceira vez que a levou para o motel, que ela deveria ser dele, que ele deixaria a mulher para se juntar a ela.
Patrícia desistiu do filho do pastor e acabou acreditando que o religioso gostava dela. Voltaram a ter relacionamento sexual, agora com o consentimento dela. Regina, a mãe de Patrícia , disse que não desconfiou de nada. “Ele era um homem de Deus.” Quando Regina soube do namoro, ela contou para a mulher do pastor, que teria sido perdoado (consta que não foi a primeira vez). Mas logo depois o inferno do pastor ia começar: o caso foi levado ao Ministério Público, que o denunciou à Justiça.
Na Justiça, o pastor se defendeu dizendo que tudo foi invenção da Regina, com quem, disse ele inicialmente, teve um caso extraconjugal. A invenção, portanto, teria sido uma vingança de Regina. O que não ficou provado. Além disso, em seus depoimentos à polícia e à Justiça, o pastor se contradisse em vários pontos, anotou a juíza Jucimara em sua sentença, de onde foram tiradas as informações deste post. Acostumado a ludibriar os féis com a oratória, o evangélico foi condenado, em parte, por suas próprias palavras.
FONTE:  ciencia relativa
AUTOR:  UHNEWS

Reportagem na Rádio sobre PASTOR PEDÓFILO

Além de abusar sexualmente o Pastor ameaçava as vítimas.

Pai  estupra as quatro filhas

Edição de 17/08/2009
Crime aconteceu no município de Dom Eliseu. O acusado disse estar arrependido e que estaria “possuído”.
Policiais civis da delegacia do município paraense de Dom Eliseu, distante 450 km de Belém, cumpriram na manhã de ontem o mandado de prisão temporária do circuleiro Raimundo Nonato Silva Rodrigues, conhecido pelo apelido de ‘Aurílio’. Ele, que é natural de Chapadinha (MA), é acusado por vizinhos e pela própria família de ter abusado sexualmente das quatro filhas, de 14, 13, 10 e oito anos de idade, ao longo dos últimos dois anos. A denúncia havia sido encaminhada ao Conselho Tutelar do município no mês de maio, mas somente no início deste mês a esposa do acusado, que terá a identidade preservada, teve as suspeitas confirmadas por meio de exames de conjunção carnal que constataram o abuso nas meninas.
A prisão de ‘Aurílio’ foi feita na casa em que ele residia, no bairro Bom Jardim, com o apoio de conselheiros tutelares e membros do Conselho Interativo de Segurança e Justiça (Cisju) do município. Segundo consta do depoimento prestado pelo conselheiro responsável ao delegado José Alves Ferreira Filho, da delegacia de Dom Eliseu, as suspeitas começaram quando um anônimo ligou para o Conselho Tutelar, em 25 de maio, para denunciar que a filha mais velha havia sido estuprada pelo próprio pai. A garota havia se mudado para Tailândia há poucos meses, traumatizada com o abuso. Foi quando a mãe da vítima foi convocada para depor no conselho municipal.
Junto à filha mais velha, a esposa de ‘Aurílio’ informou que trabalhava como empregada doméstica e só chegava em casa à noite, o que impedia que ela soubesse dos abusos. No entanto, sua filha começou a chorar diante do conselheiro e disse ter sido espancada e abusada sexualmente várias vezes. Por meio de exame de conjunção carnal solicitado pelo Conselho Tutelar, foi constatado que a menina havia perdido a virgindade. As investigações prosseguiram em parceria com a polícia e, dias depois, descobriu-se que as irmãs de 13, 10 e oito anos da vítima haviam passado pela mesma situação.
Após ser preso, Raimundo Nonato disse estar muito arrependido do que fez. Ele, que é evangélico, diz ter sido ‘possuído pelo demônio’ e obrigado a estuprar as próprias filhas, mas nega ter sido violento com elas – no caso da filha mais velha, chegou a dizer que teria havido ‘consentimento’. Segundo o acusado, ele e sua família – que, além das quatro filhas e da esposa, ainda é composta por um menino de 12 anos – vivem há três anos em Dom Eliseu. Antes, residiam em Maracajá, onde trabalhava como circuleiro em uma empresa particular.
Um ano após a chegada, ‘Aurílio’, que estava desempregado, fez sexo com a filha mais velha, que então tinha 12 anos, penetrando-a uma única vez. Ele teria ejaculado em suas pernas, para evitar que engravidasse. As demais filhas foram sendo abusadas até início deste ano, por penetração ou sendo bolinadas. O acusado só negou ter abusado da criança mais nova, mas assumiu ter sentido desejo por ela ao ‘vê-la tomando banho’.
A afirmação, no entanto, foi desmentida pelo depoimento da mãe, que conversou com a criança, e pelos exames que constatam os abusos praticados contra as quatro meninas. ‘Aurílio’ foi posto, então, no xadrez da delegacia de Dom Eliseu, onde permanecerá enquanto responde a processo na Justiça por estupro, com agravante por se tratar de crime hediondo, conforme previsto pelo Artigo 213 do Código Penal brasileiro. Em caso de condenação, sua pena poderá passar de dez anos de prisão.
fonte:
1&codigo=429548

Apresentou carteirinha de Pastor mas era Pastor estuprador

Vídeo

Pastor da Assembléia de Deus acusado de pedofilia gera revolta no DF

Pastor é preso acusado de abusar de pelo menos sete meninas em Samambaia
Publicação: 15/06/2011 12:27 Atualização: 15/06/2011 22:52
O pastor é casado e tem uma filha de 24 anos (Monique Renne/CB/D.A Press )
O pastor é casado e tem uma filha de 24 anos
Um pastor de 51 anos foi preso na tarde de terça-feira (14/6), por policiais da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia). O religioso era investigado pela polícia desde janeiro. De acordo com o delegado-chefe da 26ª DP, Mauro Aguiar, ele é acusado de abusar de sete meninas com idades entre 5 e 11 anos.
O acusado é pastor em Samambaia há 13 anos, casado há 30 e tem uma filha de 24 anos. Os abusos teriam acontecido entre 2005 e 2010. A polícia conseguiu identificar sete crianças que foram abusadas pelo pastor e há a suspeita de que outras três também possam ter sido abusadas. Ainda há informações de que sete outras crianças testemunharam os atos.
De acordo com a polícia, os atos não foram consumados. Algumas das vítimas eram irmãs. O pastor negou e alegou que tudo era um complô contra ele. Ele já foi indiciado por estupro de vunerável, atentado violento ao pudor, tentativa de estupro e pode pegar até 47 anos de prisão.
CONTINUAÇÃO DESTE CASO NO BLOG :
Manoel Teoplício de Souza Ribeiro (foto), 52, da Assembleia de Deus, exigia das fiéis “boa conduta”, como não usar calças cumpridas e maquiagem – coisas do demônio, segundo dizia. Mesmo sendo tão restritivo, atraia muitos fiéis para a sua igreja em Samambaia, cidade próxima de Brasília.
Ribeiro foi condenado a 50 anos e 10 meses de prisão por ter estuprado crianças na faixa de 4 a 11 anos, filhas de fiéis. A sentença, agora divulgada, tomada há um mês pela Justiça do Distrito Federal.
O pastor já se encontrava preso preventivamente desde junho de 2011. Ele alegou à polícia ter conhecimentos de medicina e que, por isso, levava as filhas de fiéis para sua casa de modo a tirar delas “maus fluidos” por intermédio de massagens. Só que  massageava principalmente a genitália das meninas, de acordo com as denúncias.
Ele abusava das crianças desde 2005 e as ameaçava para que não contassem nada a ninguém.
Uma fiel contou que confiava tanto em Ribeiro, que permitiu que sua filha fosse morar com ele.
“O pastor Téo estava sempre rodeado de crianças”, disse a fiel. “Algumas até dormiam lá, eu confiava e deixava a minha também.” Disse que só soube que o pastor de “sermões bonitos” estava estuprando sua filha seis anos depois.
Ribeiro está no Complexo Penitenciário da Papuda, na região de Brasília.
Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/01/pastor-que-impedia-fieis-de-usar.html#ixzz1mxxsvFE1
Paulopes só permite a cópia deste texto para uso não comercial e com a atribuição do crédito e link.

Preso pastor estuprador de meninas que estava foragido

O pastor Juarez Ferreira da Silva (foto), 52, foi preso ontem por policiais da Delegacia de Atendimento à Mulher de Duque de Caxias. Ele estava foragido por ter sido condenado a 12 anos de prisão pelo estupro de quatro meninas. A prisão ocorreu perto da casa onde moram seus filhos.
Silva cometeu os abusos em 2006 quando era professor de uma escola municipal de Duque de Caxias, cidade de 855 mil habitantes da região metropolitana do Rio. As vítimas tinham entre 12 e 13 anos.
Com informação da Agência Estado .

Pastor que levou menina a motel diz que só aceita o julgamento de Deus

Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2011/03/pastor-que-levou-menina-motel-diz-que.html#ixzz1mxvtJ0Sd
Paulopes só permite a cópia deste texto para uso não comercial e com a atribuição do crédito e link.
O pastor Edson Luis Freitas, da Assembleia de Deus,  não gostou de estar sendo filmando pela TV Liberal e disse ao repórter: “Meu amigo, quem julga a minha causa só é Deus. Tu não é nada”.
Na madrugada deste domingo (27) ele foi preso em flagrante com uma menina de 13 anos em um motel de Itaituba, cidade do sudoeste do Pará com 97 mil habitantes a 1.626 km de Belém, a capital.

Polícia prende pastor sob a acusação de abusar de duas meninas

Apelido de Santos  é “Ungido”
A Polícia Militar de Volta Redonda (RJ) prendeu no sábado (4) o pastor Reginaldo Sena dos Santos (foto), 52, sob a acusação de ter violentado uma criança de 8 anos e outra de 10. As duas estavam na casa dele. Houve uma denúncia anônima.
O apelido do pastor é Ungido. Ele disse não estar ligada a nenhuma denominação porque estava criando a sua própria igreja. Celebrava cultos na casa de fiéis. Os pais das meninas disseram à polícia que as deixavam com o pastor para que tivessem aulas de música.
As garotas contaram que Ungido teve relações sexuais com elas, além de “brincar” de aplicar injeções e passar “creme” nas partes intimas.  Na casa do pastor havia gel e camisinhas usadas. Ele teria se livrado de algumas provas quando os PMs chegaram. Demorou 10 minutos para abrir a porta.
Exame de corpo de delito comprovou que a menina mais nova não é mais virgem.
O Diário do Vale informou que a mãe de uma das meninas ficou em estado de choque, mas, inicialmente, alguns parentes das vítimas chegaram a duvidar das acusações, achando que pudessem ser invenção das crianças.
Hoje (6), mais cinco supostas vítimas — de 7 a 14 anos — se apresentaram à Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher. Elas afirmam que também foram estupradas pelo pastor.
Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/02/policia-prende-pastor-ungido-sob.html#ixzz1mxxA5AoT
Paulopes só permite a cópia deste texto para uso não comercial e com a atribuição do crédito e link.
O pastor Deneval Chaves da Silva (foto), 42, da Assembleia de Deus, foi preso na tarde de hoje (23) pela polícia de Cuiabá (Mato Grosso) sob a acusação de se masturbar diante de uma garota de 12 anos.
A adolescente contou à polícia que Silva se aproximou dela com o pretexto de pedir uma informação sobre uma rua. A menina correu para sua casa e a sua mãe chamou a polícia.
O pastor negou a acusação, mas não conseguiu dar ao delegado uma explicação convincente por que estava com o zíper da calça  aberto quando os PMs o abordaram.
Silva foi encaminhado para um presídio. Ele vai responder à Justiça por atos libidinosos e por lascívia. Se for condenado, poderá pegar até quatro anos de prisão.


Pastor condenado a prisão pelo resto da vida por fazer sexo com 5 garotos
Set. de 2012
Oscar D. Peres de 69 anos foi considerado pelo Juiz um “predador”. O caso aconteceu na Califórnia 


Superior Tribunal mantém prisão de pastor acusado de abusar de crianças
 
O STJ (Superior Tribunal de Justiça) negou habeas corpus ao pastor Alexandro de Oliveira da Cruz (foto), 31, que foi preso preventivamente em julho sob a acusação de abusar de crianças e adolescentes.
O ministro Marco Aurélio Bellizze, relator do caso, disse que manteve a prisão por haver possibilidade de o pastor ameaçar testemunhas e cometer novos crimes.
Cruz era o responsável havia oito anos pela Igreja Pentecostal Deus é Fiel de Sangão, cidade de 8 mil habitantes de Santa Catarina.
De acordo com as denúncias, sob o pretexto de realizar  retiro espiritual, o pastor levava grupos de cinco a seis filhos de fiéis para sua casa, onde abusava deles, um por vez, em um quarto. Uma da vítimas teria tentado o suicídio.
As vítimas disseram à polícia que o pastor os ameaçava de morte para que não contassem o abuso às famílias. Quando foi preso em flagrante, Cruz disse ser inocente.
Bellizze justificou a sua decisão com o argumento de que a prisão preventiva não é incompatível com o princípio fundamental da presunção de inocência porque, nesse caso, “existem elementos concretos” que respaldam as acusações.
Com informação do Superior Tribunal de Justiça.

Pastor é preso por pedofilia em Fortim, no Ceará

Ano 2010 (mês Julho)
A polícia prendeu no último domingo (31), em Fortim (CE), o pastor evangélico Francisco Germano, 28.
Após denúncia feita à delegacia do município –pela tia da vítima–, ele foi pego em flagrante abusando de uma menina de 10 anos. Segundo a polícia, o homem é presidente de uma igreja evangélica no bairro Montese, em Fortaleza.
O acusado está preso na cadeia pública do município e vai responder por crime de estupro.

No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres

No Brasil, país tido como o mais católico do mundo, a Igreja Católica não foi atingida pelo tsunami de denuncias de pedofilia que abalou a tradicional hierarquia religiosa de países como Alemanha, Bélgica, Holanda e Irlanda.
Aqui, tem havido no noticiário da internet muito mais casos de pastores pedófilos ou suspeitos dessa prática do que os seus colegas padres, sem que a grande imprensa dê conta disso.
Três exemplos recentes. No dia 20 de junho, a Polícia Civil de Duque de Caxias (RJ) prendeu o pastor Juarez Ferreira da Silva, 52, que estava foragido por ter sido condenado a 12 anos de prisão por ter estuprado quatro meninas. No dia 1º de julho, o pastor Dionísio da Silva Mattos, 55, de um templo da Assembleia de Deus em Magé, na Baixada Fluminense, foi preso sob a suspeita de ter abusado de uma menina de 12 anos. Dias depois, a imprensa portuguesa informou que o pastor Celso Miranda, 43, da mesma denominação, fugiu para o Brasil porque teria violentado um menino de 13 anos.
A imprensa dá muito mais visibilidade aos casos de padres pedófilos, como se as vítimas deles fossem mais importantes. Os padres de Arapiraca (AL), por exemplo, têm sido contemplados pela cobertura dos grandes jornais, portais e TVs. A prisão do pastor protestante Edimário Gama de Freitas, 65, sob a acusação de abusar de filhos de fiéis, só foi noticiada pela imprensa regional, na Bahia.
Se não fosse o noticiário da internet, principalmente de sites de pequenas cidades, não se saberia da existência de tantos pastores evangélicos suspeitos de abusar de crianças. Geralmente, as vítimas são de famílias pobres e  ingênuas. Acreditam, pelo menos inicialmente, que massagens de pastor podem expulsar o Satanás do corpo e em sessões de oração de “cura interior”.
Com base apenas nesse noticiário, não é possível dizer que existem proporcionalmente mais pastores pedófilos do que padres. Para isso, haveria a necessidade de um estudo aprofundado, que levasse em conta, por exemplo, a quantidade de pastores e de padres.
O evidente é que os líderes evangélicos, provavelmente por causa de grande pulverização das denominações, não têm manifestado preocupação com a pedofilia de seus sacerdotes, diferentemente do que ocorre em relação à Igreja Católica.
Ninguém da Assembleia de Deus, que é a maior denominação evangélica do Brasil, tocou no assunto até agora, embora, entre os suspeitos de pedofilia, muitos sejam seus sacerdotes. Lideranças nacionais, como o pastor Silas Malafaia, estão preocupadas mesmo em tolher os direitos de outros, como os homossexuais.
Talvez os evangélicos passem a enxergar os seus pedófilos, e não só os da Igreja Católica, quando a imprensa os descobrir.
Polícia indicia pastor sob a acusação de abusar de oito adolescentes
Leia mais em
Pastor quis ‘examinar’ uma menina
porque tem ‘conhecimentos médicos’
A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Franca (SP) indiciou o pastor Daniel Paulino de Souza (foto), 32, sob a acusação de ter abusado sexualmente de pelo menos oito fiéis adolescentes da Igreja Assembleia de Deus.
Ele foi denunciado ao Conselho Tutelar da cidade por mães das vítimas. Franca tem 320 mil habitantes e fica a 416 km de São Paulo.
A polícia está apurando se o abuso contou com a conivência da mulher do pastor, porque era ela que chamava as adolescentes de 13 a 16 anos para cuidar em sua casa dos filhos pequenos do casal. Era quando Souza se aproveitava das meninas.
Souza também atacava dentro da igreja, de acordo com relato das meninas. Uma delas contou que foi trancada pelo pastor em uma sala para força-la a tirar a roupa. Ela conseguiu fugir.
A explicação que o pastor deu à polícia foi de que precisava examinar a menina para saber se estava grávida do namorado.  Disse para a delegada Graciela de Lourdes David Ambrósio que “tem conhecimentos médicos”. Não convenceu.
O pastor foi indiciado na quinta-feira (17), após prestar depoimento à polícia. Afirmou ser inocente. “Deus irá trazer à tona a verdade.”
Ele não conseguiu convencer sequer os responsáveis pela Assembleia de Deus da cidade, que o afastou de suas atividades.

Polícia de Goiás prende pastor acusado de abusar de neta de 15 anos

A Polícia Civil de Goiás (GO) prendeu na semana passada o pastor José da Silva, 62, da Assembleia de Deus, sob a acusação de ter estuprado sua neta de 15 anos. Ele é pastor em Caturaí, cidade com cerca de 6.000 habitantes que fica a 44 km de Goiânia e mora na vizinha Inhumas.Após denunciar o avô à polícia, a adolescente se submeteu a exames do IML (Instituto Médico-Legal). O resultado não foi divulgado. A jovem e sua mãe (filha do pastor) moravam na casa do religioso. A neta disse à polícia que estava sendo violentada desde 2009. A avó disse que o seu marido é inocente. Depois que denunciou o pastor à polícia, a adolescente e testemunhas teriam sofrido ameaças do Silva. Mãe e filha tiveram que se mudar para outra cidade da região.O delegado Humberto Teófilo, responsável pelo caso, afirmou que há suspeita de que o pastor tenha abusado de outra adolescente. Silva não se manifestou sobre acusação nem a Assembleia de Deus.

 Evangélico estuprador se justifica com a palavra de Deus: ‘A carne é fraca’

O ex-pastor Pereira Neto
citou a Bíblia em sua defesa
As imagens do vídeo feito pelo estuprador pedófilo Abner Machado Pereira Neto (foto), 34, publicitário e ex-pastor evangélico, são tão chocantes, que a delegada Joana D’Arc, ao vê-las, se sentiu mal. A vítima, nesse caso, era uma menina de 11 anos. A delegada, depois, disse à imprensa que Pereira tem de “morrer na cadeia”.Ele foi preso na quinta-feira (28), em Lagoa Seca, região de Campina Grande, cidade paraibana de 380 mil habitantes que fica a 112 km de João Pessoa, a capital.Pereira vinha sendo investigado pela polícia havia meses e foi pego sob a suspeita de ter abusado de três crianças e matado uma adolescente. Após sua prisão, familiares de mais de dez supostas vítimas se apresentaram à polícia. Ele já confessou vários estupros, de acordo com a polícia.O ex-pastor usou um vocabulário bíblico para se justificar. Disse que sucumbia a uma voz que lhe induzia a atacar as meninas. “A palavra de Deus fala que a gente é traída pela fraqueza do nosso próprio corpo, pelo próprio desejo”, afirmou. Ele colocou a culpa de seus atos no crack.Em João Pessoa, ele abordou cada uma de suas vítimas se apresentando como policial e a levava em sua moto para uma casa. Lá, ele a dopava com um coquetel de bebidas alcoólicas, antidepressivos e refrigerantes. Então começava a sessão de abusos, que podia durar até 12 horas, como no caso da menina do vídeo que deixou a delegada semar.Na casa dele, a polícia encontrou em CDs e DVDs fotos de pornografia infantil. Em seu notebook, também havia vídeos de crianças violentadas.Em 2008, como pastor, Silva coordenou em Areia Branca um programa de reabilitação para viciados. No Youtube, em vídeos daquela época, ele aparece dando palestra a jovens.A mulher de Pereira disse não saber dos abusos. Ela já estava se separando dele por causa do crack. O casal tem três filhas – uma de 2 anos e gêmeas de 1. Quando houve a prisão, ela perguntou a Pereira se as próximas vítimas seriam as filhas deles.Pereira vai responder à Justiça por estupro de vulneráveis e a sua condenação poderá chegar 15 anos de prisão em regimefechado.VEJAM O VÍDEO RELACIONADO AQUI


FONTE: https://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com/2011/04/29/igrejas-evangelicas-e-a-pedofilia/


Nenhum comentário:

Postar um comentário